Até Pitágoras, Einstein e Da Vinci foram ao Festival de Estátuas Vivas de Albufeira

Primeira edição foi dedicada aos grandes mestres da ciência e do conhecimento

Albert Einstein, Leonardo Da Vinci, Thomas Edison e Pitágoras foram algumas das 16 Estátuas Vivas que animaram, de 27 a 29 de Setembro, a baixa de Albufeira. 

Arquimedes, Galileu, Pitágoras, Hildegard de Bingen, Leonardo Da Vinci, Fernão de Magalhães, Isaac Newton, Benjamin Franklin, Maria Gaetana Agnesi, Ada Lovelace, Dmitri Mendeleiev, Thomas Edison, Madame Curie, Albert Einstein, Arthur Eddington e Neil Armstrong foram as 16 personalidades encarnadas pelas estátuas vivas.

«Dedicámos esta primeira edição do Festival aos grandes mestres da ciência e do conhecimento. Para o ano escolheremos outro tema, sempre com o intuito de valorizar e embelezar esta parte da cidade», destacou José Carlos Rolo, presidente de Albufeira.

 

 

«Este é um dos eventos anuais que temos preparados para animar as ruas do centro de Albufeira e atrair pessoas a esta zona nobre do concelho durante a época média/ baixa», acrescentou.

Na inauguração do Festival de Estátuas Vivas, o autarca e membros do seu executivo realizaram uma visita guiada, conduzida pela diretora do Centro Ciência Viva do Algarve Cristina Veiga Pires. A visita despertou o interesse de muitos turistas, que quiseram conhecer a história de cada uma das personalidades.

«Com este evento quisemos trazer para a rua o legado que todas estas figuras representadas pelas estátuas vivas nos deixaram. É importante fazer chegar à população informação acerca dos nossos antepassados ligados à ciência e ao
conhecimento, que tanto contribuíram para o desenvolvimento atual», explicou o presidente da autarquia.

A Fanfarra dos Bombeiros Voluntários de Albufeira e a Orquestra de Percussão “Percutunes” animaram os fins de tarde dos três dias de Festival com arruadas pelas ruas onde as estátuas vivas pousavam para o público.

Comentários

pub
pub