André Jordan conta a sua “Viagem pela Vida” em livro

André Jordan foi o promotor de Vilamoura e da Quinta do Lago

O livro de memórias de André Jordan, uma das personalidades mais influentes do turismo a nível mundial, e o promotor da Quinta do Lago e de Vilamoura, chega às lojas dia 17 de Outubro.

Segundo a Almedina, que edita o livro “Uma Viagem pela Vida”, «esta é a história de uma vida vivida com amor, com tanto de exaltação quanto de desilusão».

Conhecido como o pai do turismo português, André Francisco Spitzman Jordan, de origem judia-polaca, nasceu em Lwów, na Polónia, em 1933, de onde «fugiu com os pais a tempo de escapar aos campos de concentração da Segunda Guerra Mundial».

Segundo conta a Almedina, «da Polónia para Portugal e depois rumo ao Brasil, a família consegue um lugar de destaque num Rio de Janeiro em tempos de glamour. Entre eventos culturais e mundanos, André Jordan conquista também o seu lugar como jornalista, o que lhe permite conhecer algumas personagens marcantes da História do século XX, com a Bossa Nova em pano de fundo».

André Jordan viveu em Buenos Aires, Nova Iorque, Londres, «mas é Portugal que o conquista. Fundador, idealizador e promotor dos empreendimentos Quinta do Lago, Belas Clube de Campo, Vilamoura, entre outros, torna-se o maior promotor imobiliário do país. Em 2014 é considerado uma das 12 personalidades mais influentes no turismo a nível mundial», lembra a Almedina.

«As etapas mais difíceis, e também as mais felizes, as experiências mais enriquecedoras, os vultos da História e alguns ilustres desconhecidos, tudo está neste livro amplamente ilustrado e que se lê como uma novela da vida real, onde cabem contos de fadas, romance histórico, lutas de poder, crónica financeira e prosa poética», acrescenta a editora.

“Uma Viagem pela Vida”, de André Jordan, «traz a história verídica e fascinante de uma das personagens mais surpreendentes do Portugal atual, o testemunho de um homem notável, contador de histórias fantásticas na primeira pessoa».

André Jordan explica que «quando me propus escrever um livro sobre a minha viagem pela vida, o objetivo foi registar o testemunho de quase um século, no qual o mundo encolheu e todos vivemos com todos. Cheguei até aqui fazendo a travessia de situações e desafios interessantes, em relacionamento intenso com seres com quem vou compartilhando os espaços para onde a vida me leva, encarando as missões que vão surgindo e os obstáculos que vão aparecendo. O relato que o leitor aqui vai encontrar é a história de uma vida vivida com amor. Com tanto de exaltação quanto de desilusão».

Para o autor, este «é um relato verdadeiro, porém, incompleto. Espero que gostem. E se não gostarem, não digam…».

Comentários

pub
pub