Visitas guiadas e dia aberto assinalam 40 anos de trabalhos arqueológicos em S. Cucufate

No final haverá uma adiafa

Um seminário científico, um dia aberto e visitas guiadas. Estas são apenas algumas das iniciativas do programa, dos dias 21 e 22 de Setembro, de comemoração do 40º aniversário do início dos trabalhos de investigação arqueológica na villa romana de S. Cucufate, na Vidigueira (Alentejo).

Também haverá a inauguração da instalação Intemporal e, para culminar, uma adiafa: a festa que, tradicionalmente, celebra o final dos trabalhos no Alentejo.

Há quarenta anos, em Agosto de 1979, investigadores das universidades de Coimbra e de Bordéus III iniciaram as escavações na villa romana de S. Cucufate, Vila de Frades, Vidigueira.

«A organização técnica e científica do projeto de trabalhos, a colaboração internacional, o envolvimento de estudantes e de gentes do concelho haveria de trazer para a arqueologia portuguesa um dos mais importantes sítios arqueológicos de Portugal e a mais bem conservada villa romana na Lusitânia», diz a Direção Regional de Cultura do Alentejo.

«Celebrar 40 anos das escavações de S. Cucufate é, antes de mais, celebrar a planície e os seus homens imortalizados no cante: os trabalhadores agrícolas que encontram seus ancestrais na villa romana de S. Cucufate. Mas é, também, celebrar a ciência que junta a ciência académica e a ciência da vida, associando a academia com o poder municipal: o trabalho conjunto e partilhado para alcançar um bem maior», acrescenta.

O programa é organizado pela Câmara Municipal de Vidigueira, Direção Regional de Cultura do Alentejo e a Universidade de Coimbra, através do Centro de Estudos de Arqueologia, Artes e Ciências do Património.

Para consultar o programa completo, clique aqui.

 

Fotos: Elisabete Rodrigues | Sul Informação

 

Comentários

pub
pub