Projeto MuCid de Lagoa promove conferência sobre “História Oral e Movimentos Sociais”

Museu de Lagoa há-de nascer em 2021

“História Oral e Movimentos Sociais” é o tema da conferência de Luísa Tiago de Oliveira, do ISCTE-IUL., que está marcada para sábado, 28 de Setembro, às 17h00, no Auditório Carlos do Carmo, em Lagoa, no âmbito do projeto MuCid – Museu da Cidadania e dos Movimentos Sociais.

Esta conferência integra-se também no 6º Festival Internacional de Guitarra de Lagoa, sendo que as pessoas que assistirem à palestra terão entrada gratuita nos concertos de dia 28.

A primeira conferência integrada no projeto teve lugar no passado dia 12 de Setembro, no promontório de Nossa Senhora da Rocha, em Porches.

Intitulada “Um programa de ação: transmitir o saber fazer, preservar a memória e lutar contra a corrente”, o orador foi Filipe Themudo Barata, coordenador da Cátedra UNESCO em património imaterial, da Universidade de Évora.

A sessão foi aberta pela vereadora da Cultura Ana Martins, que apresentou o projeto MuCid e o integrou na estratégia cultural que está a ser implementada em Lagoa, onde as questões da cidadania são consideradas «estruturantes».

A vereadora aproveitou ainda o momento para, em breves palavras, sublinhar a importância do património cultural e, em particular, do santuário de Nossa Senhora da Rocha, para um desenvolvimento sustentável.

Paulo Lima, antropólogo e coordenador do projeto, apresentou, de forma breve, o MuCid e o conferencista.

Filipe Themudo Barata, professor catedrático da Universidade de Évora, desenvolveu, e partilhou, uma reflexão sobre os atuais referenciais da sociedade global e como esses referenciais criam dificuldade na transmissão do património cultural imaterial, nomeadamente o património ligado às práticas sociais.

Foi igualmente transmitida a importância da salvaguarda deste património, dando alguns exemplos de caminhos a seguir e de boas práticas, quer nacionais quer feitas em outros países, em particular em África.

Esta conferência contou com a presença musical do La Mar de La Música Ensemble, que interpretou temas seculares e religiosos transversais à cultura cristã, mourisca e sefardita, encontrados tanto em fontes escritas da época, como em recolhas feitas por etnomusicólogos.

O MuCid – Museu da Cidadania e dos Movimentos Sociais é um projeto em curso e será instalado nos antigos Paços do Concelho de Lagoa. A sua abertura está prevista para 2021, após obras de valorização no edifício que foi uma ermida construída no último quartel do séc. XVIII, e que, em 1859, foi adquirida pela Câmara Municipal de Lagoa para aí instalar a casa da cidadania lagoense.

Comentários

pub
pub