ICNF reforça vigilância em áreas de pastorícia por causa dos incêndios

Realização de queimadas é proibida até 30 de Setembro

O Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) vai reforçar a vigilância nas áreas de pastorícia, a partir desta noite, devido ao surgimento, nos últimos dias, de fogos nestas zonas.

Em nota enviada às redações, o Ministério do Ambiente e da Transição Energética (MATE) explica que a vigilância será feita por equipas de vigilantes da natureza e pelo corpo de agentes florestais.

O MATE recorda que «a realização de queimadas é proibida até 30 de Setembro e é punida com coimas que podem atingir 60 mil euros para pessoas coletivas» e realça que «sendo necessária a renovação de pastagens para o gado, o ICNF irá apoiar a utilizaçãode ações de fogo controlado a partir de Outubro».

Comentários

pub
pub