Sindicato e Antram rejeitaram propostas e greve de motoristas mantém-se

Reunião entre o sindicato e o Governo durou cerca de dez horas

O ministro das Infraestruturas disse, sábado, que persiste o desacordo entre a Antram e o sindicato dos motoristas de matérias perigosas, após ter estado reunido durante cerca de 10 horas com os representantes sindicais.

Em consequência da falta de acordo, “a greve continua”, admitiu Pedro Nuno Santos. O ministro disse que na reunião, realizada no Ministério das Infraestruturas e da Habitação, em Lisboa, estiveram em cima da mesa as propostas do Sindicato Nacional dos Motoristas de Matérias Perigosas (SNMMP) e da Associação Nacional de Transportadores Públicos Rodoviários de Mercadorias (Antram).

 

Leia mais no Jornal de Notícias

Comentários

pub
pub