Mês de Julho foi seco e teve temperatura do ar «normal»

Área em seca extrema aumentou no Sul do país

Crédito: Depositphotos

O mês de Julho em Portugal continental classificou-se como normal em relação à temperatura do ar e seco em relação à precipitação, segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera.

O valor médio da temperatura média do ar (22.19 °C) foi igual ao valor normal (desvio de +0.02 °C). Já o valor médio da temperatura máxima do ar (29°C), foi 0.28°C superior ao valor normal.

De acordo com os dados do IPMA, «valores da temperatura máxima superiores ao agora registados ocorreram em cerca de 30% dos anos, desde 1931».

O valor médio da temperatura mínima do ar fixou-se nos 15.38°C e também foi pouco inferior ao valor normal (-0.24°C).

Já o valor médio da quantidade de precipitação em Julho, que foi de 5.9 mm, corresponde a cerca de 43% do valor normal mensal.

Devido à pouca chuva, «no final do mês, verificou-se, em relação ao final de Junho, uma diminuição dos valores de percentagem de água no solo em quase todo o território e em particular nas regiões do Litoral Norte e Centro».

Segundo o IPMA, «as regiões do interior Norte e Centro, região de Vale do Tejo, Alentejo e Algarve continuam com valores inferiores a 20 % e em alguns locais, os valores são muito próximos do ponto de emurchecimento permanente».

De acordo com o índice PDSI, em relação ao final de Junho, «mantém-se a situação de seca meteorológica no final de Julho, verificando-se um aumento da área em seca moderada nas regiões do Norte e Centro e da área em seca extrema na região Sul».

Os valores da intensidade do vento médio neste mês foram, de forma geral, próximos dos valores normais (1971-2000).
 

Comentários

pub
pub