Joni Brandão rouba Amarela a Veloso mas tem um algarvio “à perna”

Vicente de Mateos caiu do pódio da classificação geral e é agora 4º, apesar de ter ganho tempo ao anterior Camisola Amarela

Joni Brandão – Imagem de Arquivo

Joni Brandão, ciclista da Efapel, é o novo camisola Amarela, depois da exigente etapa da Volta a Portugal que hoje ligou Bragança a Montalegre. O ex-atleta do Sporting/Tavira saltou para a frente da geral, mas tem o algarvio João Rodrigues (W52 – FC Porto), o 2º classificado, à perna, a apenas um segundo de distância.

Quem ficou a perder foi Gustavo Veloso, que depois de vários dias a rolar de amarelo, perdeu a primeira posição caiu para a 3ª posição da geral. Isso ditou que Vicente de Mateos, da Aviludo- Louletano, seja agora o 4º classificado, após sete etapas, apesar de ter ganho alguns segundos ao anterior líder da prova.

A tirada desta quinta-feira, com, 156,2 quilómetros, terminou na Serra do Larouco, a 1.500 metros de altitude, num ambiente de chuva, frio e vento. O primeiro a cruzar a meta foi Luis Gomes (Rádio Popular/Boavista), seguindo-se Hugo Sancho (Miranda – Mortágua) e Mathias Reutimann (Swiss Racing Academy), respetivamente.

João Rodrigues chegou em 14º, logo depois de Joni Brandão, que havia de ganhar a Camisola Amarela. O ciclista da Efapel acabou 11 segundos antes do algarvio. Vicente de Mateos terminou a etapa em 21º e perdeu o 3º lugar na geral que vinha mantendo há dias. Após a etapa sete, o ciclista da Aviludo-Louletano cai para 4º da geral individual e fica a 31 segundo do líder Joni Brandão e a 30 do segundo classificado.

Gustavo Veloso, que nesta tirada perdeu a Amarela e caiu para 3º, a 15 segundos do líder, ficou mais perto de Vicente de Mateos, mas continua à frente do algarvio.

O líder da prova parece ter acusado a queda de ontem, no final da 6ª etapa, que ligou Torre de Moncorvo a Bragança. O percalço acabou por não ter consequências, no que toca à classificação, porque aconteceu a menos de três quilómetros da meta, o que permitiu aos envolvidos ter o mesmo tempo do grupo principal.

Comentários

pub
pub