Monchique recorda incêndio de 2018 para evitar que se repita

Sessão é promovida pela recém-criada associação Monchique Alerta – Serra livre de Incêndios

Recordar o grande incêndio que assolou Monchique em 2018, exatamente um ano depois deste ter tido início, para pensar como evitar tragédias, no futuro, é o objetivo de uma audição pública que a recém-criada associação Monchique Alerta – Serra livre de incêndios vai promover no sábado, dia 3 de Agosto, às 10h30, no Restaurante Fonte dos Chorões, no coração desta vila serrana.

A sessão «em memória do maior e mais catastrófico incêndio florestal registado em 2018, que esperamos que nunca mais se volte a repetir» contará com a presença de Domingos Xavier Viegas, professor da Universidade de Coimbra e membro do Observatório Técnico Independente dos fogos florestais da Assembleia da República, bem como com Filipe Duarte, presidente da associação que organiza a iniciativa.

Segundo a Monchique Alerta, o objetivo desta iniciativa é «relembrar o desastre ambiental provocado pelo fogo florestal que sofremos. Será um dia em memória das vítimas, em que relembramos as perdas que sofremos no fogo, no fumo e nas cinzas, um dia para repensar como podemos minimizar o efeito de estufa».

Os organizadores do evento começarão por inaugurar uma exposição fotográfica sobre o incêndio. Por outro lado, serão ouvidos «testemunhos da catástrofe e especialistas renomados em incêndios», de modo a tentar responder a uma pergunta: «Como podemos, de futuro, impedir os incêndios florestais?».

A audição pública servirá, igualmente, para tentar perceber «o que  correu mal antes/durante/depois do incêndio» e até que ponto se pode avançar, de forma realista, com as medidas de futuro que forem sugeridas, mesmo aquelas mais utópicas, «tendo em consideração as limitações existentes».

A iniciativa terminará às 13h32 com o cumprimento de um minuto de silêncio.

«Gostaríamos de convidar toda população para este debate público. Ficaríamos muito satisfeitos se pudéssemos juntar soluções e medidas possíveis a tomar em Monchique, e em Portugal, para que catástrofes ambientais como os incêndios que têm flagelado o país possam, de futuro, ser minimizados e evitados», concluiu a Monchique Alerta.

No sábado, haverá um almoço com os protagonistas desta audição pública, com um custo de 9,5 euros. Os interessados em participar deverão reservar lugar até quinta-feira, dia 1, através do número 926 600 099 ou do email info@monchique-alerta.org.

Comentários

pub
pub