Formação cimentou aposta do Cine-Teatro Louletano na arte para a infância

Ação formativa realizou-se, pela primeira vez, no Sul de Portugal

Foram «dias verdadeiramente inspiradores e transformadores» que vieram reforçar a «aposta estratégica» na criatividade artística para a infância. O Auditório do Solar da Música Nova, em Loulé, recebeu, de 1 a 7 de Julho, a formação imersiva “Jardim Interior”, dinamizada pela Companhia de Música Teatral (CMT). 

Segundo a autarquia, «Loulé pretende tornar-se uma referência no Sul do país na aposta estratégica, em termos de programação cultural, na Arte para a Infância, consolidando e aprofundando assim o trabalho iniciado nesta área-chave, de uma forma regular, em 2017».

«Pela primeira vez, o Sul do país recebeu uma ação formativa com esta abrangência artística e com 42 horas de duração (isto quando se pensa na Infância), acreditada pelo Centro de Formação do Litoral à Serra – Escola Secundária de Loulé, procurando-se assim, mais uma vez, colmatar a sabida e assinalável lacuna que existe fora dos grandes centros urbanos (Lisboa e Porto) no que concerne a formações de qualidade nesta área», diz a Câmara Municipal.

Entre os participantes (que esgotaram rapidamente as vagas existentes) desta atividade estiveram educadores de infância, músicos, professores, terapeutas, mediadores e outros profissionais (quer residentes na região algarvia, quer oriundos de outras zonas do país e mesmo do estrangeiro) que trabalham no eixo Arte-Educação.

Durante a semana, os formandos desenvolveram inúmeras competências, numa lógica de transversalidade e com dinâmicas individuais e de grupo, ao nível do corpo, da voz, do movimento e da musicalidade, através de processos que potenciam, afinam e aprofundam a expressividade, a desconstrução, a criatividade, a comunicação e a interação com o outro.

No último dia, a 7 de Julho, o entusiástico grupo e seus formadores apresentaram uma performance especialmente dirigida a um grupo limitado de bebés e seus pais. Neste espetáculo final participaram também, a convite do Cine-Teatro, vários parceiros com quem tem havido uma colaboração regular neste campo, nomeadamente coordenadores de jardins-de-infância (públicos e privados) do concelho de Loulé, bem como uma representante da Escola Superior de Educação e Comunicação da Universidade do Algarve.

«Esta formação imersiva culminou todo um trabalho de continuidade que o Cine-Teatro Louletano tem vindo a desenvolver desde 2017 no que concerne a uma aposta estratégica na Arte para a Infância – o qual irá continuar nas próximas temporadas –, designadamente em três vertentes: apresentação de espetáculos multidisciplinares arrojados e inovadores para os mais pequenos; realização de momentos de reflexão crítica e debate em torno desta temática; e dinamização de ações de formação de vária ordem».

«Esta última dimensão tem estado, aliás, fortemente presente na programação artística que tem sido apresentada pelo Cine-Teatro ao nível da mediação cultural».

Numa lógica de continuidade, ainda este ano estão previstas mais projetos e dinâmicas em Loulé dirigidos à Infância, incluindo vários momentos formativos destinados a profissionais da área e outros interessados.

Comentários

pub
pub