DGS quer proibir vários alimentos nas máquinas das escolas

Graça Freitas reiterou a aposta na mudança de “ambientes alimentares”

Graça Freitas – Foto Gerardo Santos | Global Imagens

A mudança de hábitos na alimentação infantil foi defendida esta segunda-feira, no Porto, pela diretora-geral de Saúde (DGS), Graça Freitas, que quer também proibir dois terços dos alimentos das máquinas de venda automática nas instituições de ensino.

Em declarações à margem da apresentação na reitoria da Universidade do Porto (UP) do relatório Anual do Programa Nacional para a Promoção da Alimentação Saudável, Graça Freitas reiterou a aposta na mudança de “ambientes alimentares”, destacando o contributo das universidades neste objetivo.

 

Leia mais no Jornal de Notícias

Comentários

pub
pub