Barra de VRSA tem novo (e definitivo) farolim

Obra custou 500 mil euros

O novo – e definitivo – farolim do reconstruído quebra-mar da barra de Vila Real de Santo António (VRSA) foi inaugurado na sexta-feira.

A instalação desta infraestrutura e a reconstrução do pontão onde o mesmo se ergue motivaram um investimento de cerca de meio milhão de euros por parte do Estado.

O antigo equipamento de sinalização marítima, que foi instalado de forma provisória, mas acabou por se tornar definitivo, bem como parte do quebra-mar poente da barra, foram destruídos em Fevereiro de 2018, na sequência da passagem pelo Algarve da tempestade Ema.

Em Setembro, começou a obra de recuperação do pontão e construção de um novo farolim, agora concluída. O equipamento foi inaugurado numa cerimónia que contou com a presença de Ana Paula Vitorino, ministra do Mar, e de Conceição Cabrita, presidente da Câmara de VRSA.

O quebra-mar de Vila Real de Santo António foi construído há mais de três décadas, «numa altura em que já não havia mineração proveniente da mina de S. Domingos, mas ainda assim numa altura importante para manter viável o que era então o maior porto comercial do Algarve. Todavia, a construção deste quebra-mar nunca foi devidamente concluída. Ficou a faltar a laje do coroamento e o farolim para sinalização marítima» enquadrou a DGRM – Direção-Geral de Recursos Naturais, Segurança e Serviços Marítimos.

Comentários

pub
pub