Algfuturo: Novo contrato de concessão com Águas do Algarve é «quase boa notícia»

Associação quer mais esclarecimentos sobre o que ficou acordado entre o Estado e a Águas do Algarve

A associação empresarial Algfuturo considera que a assinatura do contrato de concessão do abastecimento de água e saneamento entre o Estado e a Águas do Algarve, até 2048, «é uma quase boa notícia para os consumidores e investidores», uma vez que não foram divulgados todos os contornos do acordo.

Segundo a Algfuturo, «a notícia é boa, porque se garante que não haverá aumento de tarifas nos próximos 30 anos e vão ser investidos 300 milhões de euros».

No entanto, considera a associação, «a notícia fica-se pelo quase boa», uma vez que «é indispensável que o Estado divulgue o que está comprometido por parte das Águas do Algarve» no que diz respeito ao «escalonamento no tempo sobre quais os aumentos previstos de consumo de água necessários nos próximos 30 anos, nos diferentes setores de atividade e para consumo humano, face ao Plano de Desenvolvimento Regional».

A Algfuturo quer ainda conhecer «quais as fontes de abastecimento para responder a essas necessidades, em situação de normalidade e em caso de seca abrupta» e, neste caso, «quais os projetos previstos e respetivo prazo de execução».

A associação empresarial quer ainda a «garantia de que se manterão as tarifas para os diferentes usos» e a «divulgação, para o período dos 30 anos, das obras previstas para as Estações de Tratamento das Águas Residuais».

Comentários

pub
pub