Ranking internacional põe Universidade do Algarve acima da média em 12 indicadores

Cada universidade é classificada tendo em conta um total de 35 indicadores

A Universidade do Algarve voltou a destacar-se no “U-Multirank 2019”, alcançando a classificação máxima em oito indicadores, encontrando-se acima da média, com “Bom” ou “Muito Bom”, em 12 indicadores.

A classificação máxima de “Muito Bom” neste ranking foi-lhe atribuída nos seguintes indicadores: spin-offs (Transferência de conhecimento), Empresas criadas por diplomados (Transferência de conhecimento), Pós-Doutorados (Investigação), Interdisciplinaridade das publicações (Investigação), Publicações normalizadas pela dimensão da instituição (Investigação), Publicações internacionais conjuntas (Internacionalização), Diplomados com o grau de licenciado a trabalhar na região e Diplomados com o grau de mestre a trabalhar na região (Envolvimento regional).

Comparando com o ano anterior, a UAlg melhorou de “Bom” para “Muito Bom” no indicador Diplomados com o grau de licenciado a trabalhar na região (Envolvimento regional).

Nos anos anteriores, a investigação, a transferência de conhecimento e a internacionalização já se tinham destacado em resultado da estratégia de desenvolvimento da Universidade do Algarve, «afirmando-a como uma universidade cosmopolita e inovadora que aposta fortemente na produção de conhecimento e na sua transferência para a sociedade», diz a UAlg.

Este ano, a academia volta a progredir no envolvimento regional, com a melhoria nos indicadores Diplomados com o grau de licenciado a trabalhar na região (A- Muito Bom) e Receita com origem regional (B- Bom), mas também na internacionalização, no indicador Doutoramentos internacionais – percentagem do total de doutoramentos (B – Bom).

Também a estratégia de promoção da inovação e do empreendedorismo dos seus estudantes mantém os resultados anteriores, com o indicador Empresas criadas por diplomados (Transferência de conhecimento) a permanecer na classificação máxima.

Este ranking compara mais de 1500 universidades a nível mundial, tendo como base cinco critérios de desempenho: Ensino (Teaching and Learning), Investigação (Research), Transferência de Conhecimento (Knowledge Transfer), Internacionalização (International Orientation) e Envolvimento regional (Regional Engagement).

Cada universidade é classificada tendo em conta um total de 35 indicadores, que podem ser consultados aqui.

Comentários

pub
pub