Homem belga dos Hells Angels detido no Algarve

Belga vai ficar em prisão preventiva

Um belga, membro da organização Hells Angels, foi detido esta segunda-feira, 24 de Junho, no Algarve, e vai ficar em prisão preventiva. 

Em causa, conta a Polícia Judiciária, há factos suscetíveis de integrar crimes de associação criminosa, homicídio qualificado, na forma tentada, roubo, ofensas à integridade física graves e qualificadas e detenção de armas proibidas.

Este processo dos Hells Angels tem 89 arguidos constituídos, encontrando-se 43 sujeitos a medidas detentivas.

O inquérito corre termos no Departamento Central de Investigação e Ação Penal (DCIAP) e o Ministério Público é coadjuvado pela Unidade Nacional Contra Terrorismo da Polícia Judiciária.

Em Maio, uma megaoperação da PJ, em todo o país, deteve 17 Hells Angels.

Já em Janeiro deste ano, dois homens, membros deste grupo de criminalidade organizada, tinham sido detidos no Algarve.

Na última Concentração de Motard de Faro, em Julho de 2018, houve suspeitas de que o evento pudesse servir para acertos de contas entre os grupos motard rivais Hells Angels e Los Bandidos, ambos fortemente associados à criminalidade organizada e que têm já uma grande implantação na Europa.

Tal acabou por não acontecer, mas houve, contudo, uma grande operação da GNR para evitar confrontos.

Comentários

pub
pub