Catamarã solar made in Algarve pode ter «autonomia ilimitada»

Embarcação está em fase de testes e vai ser apresentada a 15 de Junho

É um catamarã que funciona a energia solar, foi desenvolvido e construído no Algarve, e vai ter o seu lançamento oficial a 15 de Junho, durante o Vilamoura Boat Show, que decorre entre os dias 8 e 16, na Marina de Vilamoura.

O Cat 12.0, que já está no mar, mas ainda em testes, é a coqueluche da empresa olhanense Sun Concept. A nova embarcação representa «um novo conceito e uma inovação naquilo que é a construção eletrossolar na Sun Concept, porque tem características diferentes do Sunsailer [modelo anteriormente produzido]», explicou João Bastos, diretor comercial da empresa, ao Sul Informação.

Este catamarã tem «a possibilidade de andar em mar aberto, a capacidade de andar sem carregamento durante um dia inteiro, ou mais. Além disso, há a possibilidade, se navegar a uma velocidade baixa, de ter autonomia ilimitada. Tem ainda uma velocidade de cruzeiro superior e capacidade para transportar cerca de 25 pessoas», acrescentou.

João Bastos e Francisco Serra

O desenvolvimento e construção do Cat 12.0 aconteceu devido à procura do mercado de um modelo destas características. Por isso, não é de estranhar que o barco que será apresentado em Vilamoura já esteja vendido para uma empresa marítimo-turística da Madeira.

Esta semana, vai começar a ser construído o segundo catamarã, também ele já encomendado, mas este com características diferentes. «Será fechado, como um iate, com duas suites», revelou João Bastos, durante a visita de uma comitiva da CCDR Algarve, no âmbito do Dia Europeu do Mar.

A produção de um Cat 12.0 deve demorar cerca de quatro meses, mas isso «são apenas perspetivas. O primeiro demorou dois anos, porque tivemos de construir os moldes e o investimento foi muito grande. Esse processo demora muito tempo», explicou o responsável da Sun Concept.

A construção de mais este modelo, de maiores dimensões, e que teve de sair pela parede lateral da fábrica da Sun Concept, localizada na Área Empresarial de Marim, vem reforçar a necessidade da empresa de ter uma maior unidade de fabrico.

«Temos o espaço atribuído pela Docapesca e essa unidade tem de surgir o quanto antes. Estamos em fase de plena expansão e necessitamos do aumento da capacidade de produção. Necessitamos que seja o mais rapidamente possível. Estamos a desenvolver o projeto e as ideias e queremos, daqui a um ano e meio, ou dois anos, estar no outro local», adiantou João Bastos.

Francisco Serra, presidente da CCDR Algarve, que, além da unidade de produção da Sun Concept, também pôde visitar o novo Cat 12.0, realçou, em declarações ao nosso jornal, o dinamismo desta empresa: «a Sun Concept é uma empresa muito inovadora. Tem uma quota de mercado muito importante neste tipo de mercado».

«Estão na linha da frente com um grande avanço dos concorrentes mais próximos», concluiu.

O preço do novo barco da Sun Concept, que tem 11,9 metros de comprimento e 5,95 metros de boca, começa nos 323 mil euros. Um investimento rapidamente amortizado, uma vez que o combustível é…o sol.

 

Fotos: Nuno Costa|Sul Informação

Comentários

pub
pub