Windy, a gralha que nos guia pela app do património de Vila do Bispo

Cinco rotas compõem esta aplicação

Nesta história há a Windy, uma gralha-de-bico-vermelho que «fala que nem uma gralha», e muito (mesmo muito!) para conhecer, desde sítios arqueológicos, praias paradisíacas, paisagens naturais e pegadas de dinossauro. Uma nova aplicação móvel quer levar todos a conhecer o património de Vila do Bispo, de uma forma lúdica em que até pode recolher objetos para os trocar por prémios, bem ao estilo do popular jogo Pokemon Go. 

No total, a “Bispo Go” disponibiliza cinco rotas temáticas (de Vila do Bispo, de Sagres, do Castelejo, Megalítica e da Boca do Rio), passando por 54 locais icónicos daquele concelho da Costa Vicentina.

Pode conhecer a Fonte Oitocentista de Vila do Bispo, os Fósseis da Praia da Mareta, as pegadas de dinossauro na Salema, o Menir de Milrei, a Villa Romana da Boca do Rio, a incontornável Ermida de Nossa Senhora de Guadalupe ou, claro está, a emblemática Fortaleza de Sagres.

Esta é uma inovadora app que indica os caminhos para cada local nas diferentes rotas (seja a pé, de carro ou de bicicleta) e explica as histórias de cada sítio. Tudo à boleia da Windy, a guia turística que é uma verdadeira sabichona.

 

 

A “Bispo Go” foi lançada, no passado sábado, 18 de Maio, no Centro Cultural de Vila do Bispo, no âmbito do Dia Internacional dos Museus, mas o trabalho já é muito anterior.

«A ideia surgiu ao identificarmos uma lacuna que existia no nosso território: não tínhamos ferramentas de acolhimento para melhorar a experiência de visitação e as condições com que as pessoas nos visitavam», começou por explicar o arqueólogo Ricardo Soares, da Câmara vilabispense, ao Sul Informação. 

Identificada a falha, partiu-se em busca de fazer algo «diferenciador». E assim surgiu a “Bispo Go” «que junta uma aplicação digital como uma experiência virtual de jogabilidade para criar hábitos e até vício do jogo, mas com utilidade».

É que, em cada ponto, o utilizador será convidado a responder a uma pergunta. Caso responda corretamente, ganhará um objeto relativo ao território visitado.

Em vez dos populares «bonecos», como no Pokemon, aqui os objetos recolhidos são marcas identitárias do território, como perceves, uma estela e até um moinho de vento.

«Tentámos ir do exotismo dos jogos para a realidade do nosso território e aí criar o vício da recolha, da descoberta e do colecionar histórias do concelho», explicou Ricardo Soares.

E, atenção, quem colecionar os objetos habilita-se a ganhar prémios. «Os objetivos para ganhar cada prémio estão definidos, agora estamos a trabalhar com o Gabinete de Turismo para ver o que serão os prémios. Poderá passar por canetas, bilhetes para um evento pago no concelho ou até prémios de outra ordem», adiantou o arqueólogo ao nosso jornal.

No fundo, o que esta aplicação faz pode ser apelidado de «educação patrimonial e ambiental», direcionada tanto a residentes, como a turistas. «Estamos no Algarve e temos de pensar sempre nisso, no turismo», disse Ricardo Soares.

 

Ricardo Soares

Para esses (e para todos) há, quando se começa a utilizar a aplicação, uma série de recomendações, até do ponto de vista ambiental (como não deitar lixo para o chão), de como cada pessoa se deve comportar nos locais que visitam.

Assim, conhecer o «museu da paisagem que é o concelho de Vila do Bispo» está agora mais divertido e à distância de um clique.

Na apresentação da app, Rute Silva, vice-presidente da Câmara de Vila do Bispo, disse que este foi «um dia importante para o concelho» por ser uma aplicação «inovadora, que mostra o melhor que temos».

A “Bispo Go” está disponível na Play Store (Google) e App Store (Apple) e, depois de descarregada, pode funcionar offline, apenas necessitando de ligação GPS.

Originalmente concebida pelo Município de Vila do Bispo e desenvolvida pela byAR, com o cofinanciamento do Programa Operacional CRESC Algarve 2020, esta app tem os conteúdos em português e inglês.

 

Rotas Propostas:

Rota de Vila do Bispo
Rota de Sagres
Rota do Castelejo
Rota Megalítica
Rota da Boca do Rio

 

Pontos de interesse de cada rota:

Vila do Bispo (Praça de Tanegashima)
Aldeia da Pedralva (Centro)
Aldeia da Raposeira (Igreja de N. Sr.ª da Encarnação)
Aldeia de Hortas de Tabual (Capela de N. Sr.ª de Fátima)
Vila de Sagres (Estátua do Infante Dom Henrique)
Aldeia de Budens (Igreja de São Sebastião)
Aldeia da Figueira (Centro)
Aldeia da Salema (Largo da Praia)
Aldeia de Vale de Boi (Ermida de São Lourenço)
Aldeia de Burgau (Centro)
Aldeia de Barão de São Miguel (Igreja de São Miguel)
Fósseis da Praia da Mareta (Sagres)
Geomonumento da Ponta do Telheiro (Sagres)
Pegadas de Dinossauro da Praia da Salema (Budens)
Trilho Ambiental do Castelejo (Vila do Bispo)
Ao Encontro da Flora de Sagres (Via Algarviana)
Estação da Biodiversidade da Boca do Rio (Tagis)
Paul da Boca do Rio (Budens)
Paul da Lontreira – Boca do Rio (Budens)
Fornos Romanos do Martinhal (Sagres)
Menir de Milrei (Raposeira)
Menir do Padrão (Raposeira)
Menir Pedra Escorregadia 1 (Vila do Bispo)
Menir da Pedra Escorregadia 2 (Vila do Bispo)
Povoado neolítico e conjunto de menires do Monte dos Amantes (Vila do Bispo)
Menir do Cerro do Camacho 1 (Vila do Bispo)
Menir do Cerro do Camacho 2 (Vila do Bispo)
Sepultura Coletiva da Idade do Cobre (Vila do Bispo)
Cabo de São Vicente (Sagres)
Vale Santo (Sagres)
Casa Sobrevivente ao Terramoto de 1755 (Vila do Bispo)
Villa romana e armação de pesca de atum da Boca do Rio (Budens)
Porto da Baleeira (Sagres)
Fonte Oitocentista (Vila do Bispo)
Mãe d’Água (Vila do Bispo)
Moinho de Vento (Budens)
Fonte Milenar (Budens)
Fornos de Cal (Barão de São Miguel)
Igreja de N. Sr.ª da Conceição (Vila do Bispo)
Ermida de N. Sr.ª de Guadalupe (Raposeira)
Ermida de Santo António (Budens)
Fortaleza de Sagres (Sagres)
Forte de Santo António do Beliche (Sagres)
Ruínas do Forte de N. Sr.ª da Guia (Sagres)
Ruínas da Bateria do Zavial (Raposeira)
Ruínas do Forte de Vera Cruz da Figueira (Budens)
Ruínas do Forte de São Luís de Almádena (Budens)
Ruínas da Bateria de Burgau (Budens)
Miradouro da Grota – Torre de Aspa (Vila do Bispo)
Miradouro do Castelejo (Vila do Bispo)
Miradouro da Ponta da Atalaia (Sagres)
Miradouro da Mareta (Sagres)
Celeiro da História – Museu de Vila do Bispo
Centro de Interpretação de Vila do Bispo
Praia da Cordoama
Praia do Castelejo
Praia da Ponta Ruiva
Praia do Telheiro
Praia do Beliche
Praia do Tonel
Praia da Mareta
Praia da Baleeira
Praia do Martinhal
Praia do Barranco
Praia da Ingrina
Praia do Zavial
Praia das Furnas
Praia da Figueira
Praia da Salema
Praia da Boca do Rio
Praia das Cabanas Velhas
Praia do Burgau

 

Comentários

pub
pub