Portimonense acaba campeonato com derrota em Braga

Algarvios fizeram 39 pontos, em 34 jogos da I Liga

Arquivo – Foto: Nelson Inácio | Sul Informação

O Portimonense perdeu por 2-0 frente ao Braga, em jogo da 34ª jornada, a última da I Liga, disputado esta sexta-feira, 17 de Maio. Os algarvios, já com a manutenção garantida, acabaram o campeonato com uma derrota.

Ainda antes do apito inicial houve uma grande surpresa no Estádio Municipal de Braga. Jackson Martínez, que tinha sido castigado pela Liga, afinal ia a jogo.

O Portimonense apresentou um recurso da decisão, com efeito suspensivo, e, por isso, o colombiano figurou mesmo no 11 titular de António Folha.

Com pouco público nas bancadas, a partida começou equilibrada. Com uma boa troca de bola, o Portimonense atacava com critério, mas sem causar perigo perto da baliza de Tiago Sá.

O primeiro golo surgiu bastante cedo no jogo. Aos 12′, Ricardo Horta fez um passe a abrir para Esgaio e o defesa direito cruzou para dentro da área. Bruno Xadas, solto de marcação, rematou sem hipóteses para Gonda, o guarda-redes japonês que se estreou hoje na baliza do Portimonense.

Pouco tempo depois, aos 17 minutos, o Braga quase ampliou a vantagem. Atrás do meio campo, Fransérgio bateu um livre direto à baliza.

A bola sobrevoou quase todo o relvado e só não entrou porque Gonda fez uma enorme defesa já em cima da linha. Se tivesse entrado, este seria, sem dúvida, candidato a golo do ano.

Na outra baliza, o lance de maior perigo aconteceu aos 34′. Bruno Tabata fez um cruzamento perfeito, mas Jackson, que fugiu aos centrais, não conseguiu fazer a emenda.

Para a segunda parte, Folha fez entrar Aylton Boa Morte e Henrique para saídas de Rúben Fernandes e Lucas. O Portimonense entrou com vontade de marcar, aparecendo mais pressionante no início de construção de jogo do Braga.

Ainda assim, acabariam por ser os bracarenses a fazer o 2-0. Aos 55 minutos, Murilo fez um cruzamento e Jadson, de carrinho, cortou a bola com o braço. Penálti indiscutível que Dyego Sousa, internacional português, não falhou.

A partir daí, o jogo ficou morno. Ambas as equipas limitaram-se aos serviços mínimos. Aos 69′, Aylton teve, porém, uma boa oportunidade para reduzir. Após fintar Palhinha, o extremo fez um remate em arco, à entrada da área, com a bola a passar perto da baliza.

Já em período de descontos, o mesmo Aylton podia ter marcado, mas, só com Tiago Sá pela frente, atirou ao lado.

O Portimonense terminou, assim, a I Liga com uma derrota, mas com o principal objetivo alcançado: a manutenção. A equipa algarvia fez 39 pontos e 34 jogos e está, à condição, na 12ª posição.

Para o ano, os alvinegros continuarão a ser os representantes do Algarve no principal escalão do futebol português.

Comentários

pub
pub