Época balnear arrancou em Albufeira com problema da Praia do Inatel «minimizado»

Todas as praias do concelho têm Bandeira Azul

Foto: Rodrigo Damasceno | Sul Informação

A época balnear em Albufeira arrancou esta quarta-feira, com o concelho «preparado» para receber os muitos turistas que, durante o Verão, escolhem esta cidade para passar férias. A cerimónia de abertura da época balnear decorreu junto à Praia do Inatel que, em Julho do ano passado, esteve interdita a banhos, devido a descargas pluviais e residuais, que afetaram a qualidade da água.

Um problema que não está resolvido mas foi «minimizado», disse José Carlos Rolo, presidente da Câmara de Albufeira, ao Sul Informação. 

«Temos obras a decorrer junto ao Inatel. Este é um sítio onde, quando chove muito, são criadas enxurradas que levam detritos para a água. Isso leva à colocação de bandeira amarela, o que não é bom. No entanto, já foi concluída uma primeira fase das obras – a segunda começa em Outubro – para que se possa mitigar o impacto das chuvadas».

Praia do Inatel

O autarca acredita que, graças aos trabalhos, se houver chuva forte, «este ano haverá muito menos ocorrências do que no ano passado».

Já na vertente económica, as perspetivas para o concelho, nesta época balnear, são «boas, segundo dizem os entendidos na matéria. A Páscoa foi interessante em termos de ocupação turística, apesar dos problemas que surgiram com a questão do tempo e dos combustíveis. E, para o Verão, também esperamos bons resultados, apesar de sabermos que, agora, as reservas são feitas quase à vista. As pessoas sabem, de hoje para amanhã, o tempo que vai fazer. Se chover, já não vêm. Se não chover, cá estão. Noutros tempos, as marcações eram feitas com um mês de antecedência. Agora é um pouco diferente, mas isso não será um problema», acredita o autarca.

A época balnear é tempo de lazer mas, no seu discurso, José Carlos Rolo não esqueceu os perigos associados ao uso das praias: «segurança é fundamental, mas também a saúde, com os cuidados na exposição solar. Temos conhecimento e ouvimos todos os dias os malefícios que a exposição exagerada ao sol traz ao ser humano. Temos ainda a questão da segurança das arribas. Têm sido infinitos os avisos feitos e colocados, para que pessoas não se aproximem e não fiquem em locais perigosos, pondo em risco as suas vidas. Não queremos que se voltem a repetir casos como o da Praia Maria Luísa».

Simulação de salvamento

Num concelho que tem 25 praias, todas elas com Bandeira Azul, o autarca também destacou o fator ambiental. «Apelamos a que os banhistas coloquem o lixo nos contentores. Existirá sempre consumo de comidas e bebidas nas praias, mas tem que haver educação para que as pessoas sintam que têm de preservar o ambiente e a qualidade nas praias».

Para que os alertas deixados por José Carlos Rolo não fossem esquecidos, na manhã desta quarta-feira, houve ações de sensibilização sobre arribas e exposição solar pelo Serviço Municipal de Proteção Civil e pelo Centro de Saúde de Albufeira, um simulacro de afogamento, e ainda uma ação de limpeza realizada numa extensão de 100 metros da Praia do Inatel.

A assistir a tudo isto estiveram presentes alunos da Escola Básica e Secundária de Albufeira e também 90 crianças do Jardim de Infância Búzio.

A associação internacional Make It Better, que intervém na área do turismo acessível, e que participou na organização de um seminário sobre turismo acessível que se realizou, na passada segunda-feira, na Universidade do Algarve, também esteve representada na cerimónia.

 

Fotos: Rodrigo Damasceno | Sul Informação

Comentários

pub
pub