Portimão acolheu exercício de busca e resgate em estruturas colapsadas

Participaram bombeiros de Portimão, Albufeira e Moscavide/Portela

O exercício de busca e resgate em estruturas colapsadas (BREC), que decorreu este domingo em Portimão, envolvendo bombeiros desta cidade, de Albufeira e de Moscavide/Portela, teve um «balanço positivo» e permitiu aferir «melhorias na capacidade de resposta».

O exercício Livex (Live Exercise) de 24 horas, sem interrupção, envolveu seis equipas de intervenção especializada (quatro dos Bombeiros de Portimão, uma dos Bombeiros de Albufeira e outra dos Bombeiros de Moscavide e Portela), num total de 60 operacionais.

O exercício simulava os efeitos de um sismo fictício de magnitude 8.2 na escala de Richter, com 15 cenários diferentes, tendo as equipas de BREC resgatado «12 vítimas nos mais complexos enquadramentos».

Segundo nota do Núcleo de Apoio e Estado-Maior dos Bombeiros de Portimão, o exercício «proporcionou os maiores desafios para as equipas de BREC, com o objetivo de abrir acessos, escorar estruturas, movimentar cargas, progredir em espaços confinados e em estruturas colapsadas, bem como estabilizar e extrair vítimas».

Ainda no âmbito deste Livex, 40 bombeiros do Grupo de Salvamento Especiais (GSE) dos Bombeiros de Portimão estiveram acantonados no Chão das Donas desde segunda-feira passada (num total de sete dias), e, no sábado, acolheram as equipas externas com as quais operaram nos diversos ambientes.

 

Este exercício culminou o curso que «certifica estas Mulheres e Homens para a intervenção em BREC, cumprindo os requisitos internacionais neste âmbito e seguindo as linhas orientadoras do INSARAG (International Search and Rescue Advisory Group) das Nações Unidas».

Foram também testadas as capacidades de comando e controlo, gestão de esforço e interoperabilidade (a cada 6 horas procedeu-se a rendições de equipas), sustentação logística das operações e resiliência física e psíquica dos operacionais.

«O balanço foi extremamente positivo, porquanto foi possível capacitar esta unidade especial com maior número de técnicas e aperfeiçoar a resposta em situações de exceção, validar operacionalmente os procedimentos instituídos de mobilização, despacho e autonomia desta força de empenhamento permanente, bem como a aplicação prática dos recursos recentemente adquiridos pela autarquia no âmbito do plano estratégico de reequipamento da proteção civil municipal», salientam os responsáveis pelo Livex.

Esta iniciativa contou ainda com o apoio da Cruz Vermelha Portuguesa e do Agrupamento de Portimão do Corpo Nacional de Escutas,que asseguraram, em momentos específicos, tarefas logísticas para operacionalização da base de operações.

O GSE dos Bombeiros de Portimão congrega as valências de salvamento técnico por cordas, resgate em águas bravas, salvamento no plano de água e buscas subaquáticas, resgate em valas e, após esta formação, busca e resgate em estruturas colapsadas, a que se junta a qualificação de sobrevivência.

 

Todos os participantes no exercício

Comentários

pub
pub