Pilotos aguerridos no primeiro dia da Baja de Loulé

A ação termina este domingo

Créditos: Pedro Contente

Alexandre Ré/Hugo Magalhães (autos), João Lourenço (motos), Luís Engeitado (quads) e Cristiano Batista/Fábio Zeller (SSV) foram os mais rápidos, este sábado, primeiro dia da 30ª edição da Baja de Loulé.

Os pilotos enfrentaram de manhã o prólogo para definir a ordem de partida no Vale Judeu, disputando depois o primeiro setor seletivo (SS1) na parte da tarde, num percurso com partida e chegada na aldeia da Cortelha.

Nas motos, o domínio pertenceu a João Lourenço, que venceu quer o prólogo, quer o primeiro setor seletivo, aos comandos da Beta com motor a 2 tempos da categoria TT3. O piloto algarvio terminou com cerca de dois minutos e meio de vantagem sobre o trio Salvador Vargas (KTM, melhor Junior), Bernardo Megre (Husqvarna, melhor TT1) e Daniel Jordão (Yamaha, melhor TT2).

Entre os Veteranos, o mais rápido foi Bernardo Vilar, numa KTM, sendo nono da geral. Também aos comandos de um moto austríaca, Vitor Lopes foi o mais bem classificado entre os concorrentes da Promoção.

Quanto aos quads, Luís Engeitado levou a melhor sobre Roberto Borrego e Filipe Martins, todos aos comando de Yamaha.

Entre o plantel dos SSV, o domínio inicial foi de Lourenço Rosa/Joaquim Dias, que foram os mais rápidos no prólogo, com o piloto de Lisboa a ter problemas logo no início do SS1, ficando assim uma batalha aberta entre os Can-Am de Cristiano Batista/Fabio Zeller, Pedro Santinho Mendes, Pedro Carvalho/André Guerreiro e Aristides Júnior/Nuno Brandão, que terminaram por esta ordem.

Entre os carros da categoria TT2, os mais rápídos foram a dupla José e Pedro Manescas em Yamaha.

No que respeita aos automóveis, esta é a categoria onde tudo está mais aberto, com João Ramos/Victor Jesus (Toyota) a vencerem o prólogo e mantendo a liderança no primeiro controlo de passagem.

No entanto, no final, seriam ultrapassados por Alexandre Ré/Hugo Magalhães, que têm agora 11 segundos de vantagem sobre os campeões em título.

Os terceiros classificados são Nuno Matos/Pedro Marcão (Fiat), com o prémio do azar a ir para Nuno Madeira/Filipe Serra (Kia), dupla qie desistiu perto do primeiro controlo de passagem com problemas de motor.

Georgino Pedroso/Carlos Silva (Isuzu) foram os mais rápidos na categoria T2 no prólogo, mas, durante o SS1, foram ultrapassados na classificação pela dupla Sérgio Palminha/Rafael Lutas, em carro idêntico.

Quanto aos T8, Francisco Barreto/Sérgio Cerveira (Nissan) foram os primeiros a sair para a estrada, mas viriam a ser suplantados no SS1 por João Rato/Pedro Colaço (Land Rover).

José Maia/Sérgio Cruz (Nissan) lideram a classificação da Taça de Portugal de TT.

A ação prossegue este domingo, com a disputa de dois setores seletivos, que arrancaram às 08h10 para motos/quads/SSV e autos, ambos com partida no município de S. Brás de Alportel.

A prova terá o seu pódio final em Almancil, no Jardim das Comunidades, sendo precedida por um momento musical, distribuição de folar e caça aos ovos da Páscoa, uma iniciativa promovida pela Junta de Freguesia local.

 

Comentários

pub
pub