Centro de Saúde de VRSA também já tem dentista

São já seis os centros de saúde no Algarve com médico dentista

O Gabinete de Medicina Dentária do Centro de Saúde de Vila Real de Santo António, do Agrupamento de Centros de Saúde (ACeS) Sotavento, abriu portas a 19 de Março e aumentou para seis o número de concelhos com consultas de Saúde Oral nos Cuidados de Saúde Primários, no Algarve.

Paulo Morgado, presidente do Conselho Diretivo da ARS Algarve, Luísa Prates, diretora executiva do ACeS Sotavento, Henrique Santos, presidente do Conselho Clínico e da Saúde do ACeS Sotavento, e Natália Perestrelo, vogal do Conselho Clínico e da Saúde do mesmo ACeS, visitaram esta terça-feira, dia 16 de Abril, o recém-aberto gabinete de Medicina Dentária, para dar as boas vindas aos novos colaboradores da sexta equipa de Medicina Dentária a funcionar na região no âmbito do Serviço Nacional de Saúde.

«Este é o sexto gabinete de medicina dentária que abrimos na região. Esta consulta aqui em Vila Real de Santo António assume uma importância fundamental uma vez que a população desta zona do Sotavento ainda tinha alguma dificuldade a ter acesso a este tipo de cuidados e a partir de agora esta equipa vai passar a servir os utentes de Vila Real de Santo António, Castro Marim e Alcoutim», destacou o presidente da ARS Algarve, explicando que, no âmbito do programa Saúde Oral para Todos, o objetivo é alargar esta oferta a toda a região até ao final do ano.

Por seu lado, Luísa Prates, aproveitou o momento para agradecer «a generosidade e a boa vontade» de Graça Gil, doadora de parte do equipamento do novo gabinete e, que com a colaboração da ARS Algarve, «permitiu que a população deste pólo do ACeS tivesse resposta de Medicina Dentária e de Higiene Oral».

A equipa de Medicina Dentária, constituída por Diogo Miranda, médico dentista, e Rute Azevedo, assistente dentária, realiza consultas quatro dias por semana, de terça à sexta-feira, a utentes referenciados pelo médico de família.

Diogo Miranda decidiu trocar o Norte pelo Algarve para trabalhar no Serviço Nacional de Saúde e mostra-se bastante motivado com este novo desafio: «sempre tive interesse em trabalhar no SNS, assim que surgiu esta oportunidade e decidi aceitar o desafio».

Por seu lado, João Machado, um dos primeiros utentes desta nova consulta, residente em Monte Gordo, considera que este novo serviço é uma mais-valia para a população: «há anos que não tinha consulta de medicina dentária, principalmente porque são consultas caras e não tenho possibilidade de pagar no privado», disse, acrescentando que «na semana passada fui ao médico de família que me disse que agora já tínhamos dentista no Centro de Saúde e me encaminhou para aqui».

O Programa Saúde Oral para Todos começou em Novembro de 2017 nos Centros de Saúde de Faro, Portimão e Tavira, em Setembro de 2018 foi alargado a Lagos e Loulé, e em Março arrancou em Vila Real de Santo António.

O número de consultas de Saúde Oral nos cuidados de saúde primários do Serviço Nacional de Saúde no Algarve triplicou nos Agrupamentos de Centros de Saúde no espaço de um ano. Passou de 2190 consultas, em 2017, para 5853 consultas, em 2018, tendo sido realizadas 2099 consultas na região já durante o primeiro trimestre de 2019. Mais de mil destas consultas foram feitas no ACeS Central.

Este projeto de integração de médicos dentistas nos cuidados de saúde primários e prestação de consultas de saúde oral no Serviço Nacional de Saúde «tem como objetivo promover uma política efetiva de combate às assimetrias territoriais e sociais no acesso aos cuidados de saúde», explica a ARS Algarve.

Comentários

pub
pub