Camané e Mário Laginha juntam-se para concerto no MED

Espetáculo promete surpreender o público

O fadista Camané eo pianista Mário Laginha vão dar, juntos, um concerto no Festival MED que se realiza de 27 a 30 de Junho, no Centro Histórico de Loulé. 

Este é um «espetáculo que promete surpreender o público», diz a Câmara de Loulé.

Camané e Mário Laginha já deram vários concertos juntos. «Do excelente entendimento sentido nessas colaborações esporádicas, resultou agora o inevitável aprofundamento dessa simbiose: “Aqui está-se sossegado” é um novo projeto pensado de raiz para dar mais brilho a uma voz e a um piano que se descobriram cúmplices desde a primeira vez que encheram um palco», acrescenta.

Este espetáculo contará com cerca de duas dezenas de temas, saídos do cânone fadista tradicional, do repertório de Camané e incluirá também inéditos compostos por Mário Laginha que, recorde-se, musicou já um poema de Álvaro de Campos “Ai Margarida”, que integra um dos últimos discos de Camané.

Ambos os artistas dispensam apresentações pelo brilhante currículo em cada uma das suas áreas: Camané, no Fado, e Mário Laginha, no Jazz. As passagens pelo Festival MED – Camané, em 2009, e Mário Laginha, em 2010, com o projeto “3 Pianos” (ao lado de Bernardo Sasseti e Pedro Burmester).

Até ao momento, a par de Camané e Mário Laginha, já estão confirmados os nomes do brasileiro Marcelo D2, Mellow Mood (Itália), Marinah (Espanha), o projeto multicultural e transnacional The Turbans (Bulgária/Israel/Irão/Grécia/Turquia/Reino Unido), Kel Assouf (Níger/Bélgica), Selma Uamusse (Moçambique/Portugal), Orkesta Mendoza (Estados Unidos/México), Anthony Joseph (Trindade e Tobago), Moonlight Benjamin (Haiti/França), Dino D’Santiago (Portugal/Cabo Verde) Tshegue (Congo/França) ou os portugueses Gisela João, Dead Combo, Diabo na Cruz e Cais do Sodré Funk Connection.

Os bilhetes já estão em pré-venda aqui.

Comentários

pub
pub