Bonfim do Portimonense vale empate

Portimonense voltou a desperdiçar várias ocasiões de golo

Paulinho foi um dos melhores do Portimonense | Foto de Arquivo: Nelson Inácio

Um golo de Ruster, ao minuto 86, garantiu o empate do Portimonense frente ao Vitória de Setúbal (1-1), esta sexta-feira, no Estádio do Bonfim. A equipa algarvia criou mais oportunidades, mas voltou a pecar na finalização, e conquistou um ponto “sofrido” na luta pela manutenção.

O Portimonense entrou melhor e criou o primeiro lance de perigo aos 10 minutos. Após canto da esquerda de Paulinho, Jackson Martínez saltou mais alto que toda a gente, cabeceou de cima para baixo mas, depois de a bola bater no chão, ganhou muita altura e passou por cima da barra.

Os algarvios voltaram a estar perto do golo, novamente na sequência de um lance de bola parada, ao minuto 19. Tabata bateu um livre para a zona do segundo poste, Lucas cabeceou na direção da baliza, mas Jhonder evitou os festejos com um corte em cima da linha.

Aos 26′, nova oportunidade para o Portimonense. Tabata arrancou pela esquerda, cruzou tenso, mas Wellington, de primeira, fez a bola passar a centímetros do poste de Makharidze.

Os algarvios estavam melhor na partida e, aos 36′, o guarda-redes georgiano do Vitória de Setúbal evitou o golo de Henrique, de livre direto, com uma boa defesa.

O Vitória melhorou no final da primeira metade e respondeu também de bola parada, ao 42′. Após livre lateral de Éber Bessa, Jhonder cabeceou bem, mas a bola saiu ao lado do poste de Ricardo Ferreira.

Já no período de descontos, os sadinos tiveram a melhor oportunidade dos primeiros 45 minutos quando Jhonder recebeu uma bola longa dentro da área, assistiu Nuno Valente, e o médio sadino atirou ao poste.

O Portimonense voltou a entrar melhor depois do intervalo. Logo aos 46′, Paulinho quase marcou de canto direto, mas Nuno Valente estava no sítio certo e cortou em cima da linha.

Aos 64′, chegou o primeiro golo do jogo. O Vitória dispôs de um canto do lado esquerdo e Semedo cabeceou para o fundo das redes, perante o olhar de José Mourinho, que assistiu à partida.

O Portimonense procurou reagir à desvantagem, quase sempre com mais coração do que cabeça, mas conseguiu mesmo chegar ao empate, ao minuto 87. Tormena fez um cruzamento da direita e o baixinho Ruster, que tinha entrado no decorrer da segunda parte, cabeceou para o fundo das redes.

O Portimonense está, à condição, no 10º lugar da tabela classificativa, seis pontos acima da zona de descida.

Comentários

pub
pub