Bombeiros de Portimão preparam-se para situações de catástrofe

40 operacionais vão ficar acantonados no Chão das Donas

O Grupo de Salvamentos Especiais (GSE) do Corpo de Bombeiros de Portimão vai receber, durante a próxima semana, uma formação especializada em Busca e Regate em Estruturas Colapsadas, ministrada pela Escola Portuguesa de Salvamento.

40 operacionais vão ficar acantonados durante 7 dias, na zona do Chão das Donas, para receber a formação, que pretende dotar os bombeiros «de novas competências e potenciar o trabalho de equipa, fomentando o espírito de corpo».

A atividade vai desenvolver-se em vários pontos do concelho e «terá por base as linhas orientadoras das Nações Unidas (INSARAG) e da Federal Emergency Management Agency (FEMA), visando dotar o GSE de ferramentas que lhe permitam dar resposta às mais variadas situações decorrentes de acidentes graves ou catástrofes, nomeadamente em situações de sismo com colapso de estruturas», explica o Corpo de Bombeiros de Portimão.

O conteúdo da formação inclui «a triagem estrutural, com vista à busca e localização de eventuais vítimas em diferentes contextos, nomeadamente em espaços confinados, recorrendo a equipamentos específicos na aplicação de diversas técnicas de salvamento».

Os operacionais vão ainda ficar capacitados «para avaliar os riscos inerentes ao colapso de estruturas, de forma a garantir a sua segurança nos mais complexos ambientes de catástrofe, onde se destaca a utilização de técnicas de escoramentos».

Serão ainda testadas as capacidades logísticas «desta unidade de reposta da proteção civil municipal, nomeadamente na movimentação e cargas, utilização de maquinaria na desobstrução e abertura de acessos, bem como a sustentação de toda a operação na modalidade de acampamento operacional», acrescenta o Corpo de Bombeiros.

No final da «intensa semana de formação e treino, terá lugar um exercício de simulação de um sismo, desafiando as competências adquiridas».

Esta atividade conta com o apoio da Câmara Municipal de Portimão, que conjuntamente com a Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários de Portimão assegura os custos inerentes.

A iniciativa tem ainda o apoio da Cruz Vermelha Portuguesa e do Agrupamento de Portimão do Corpo Nacional de Escutas no âmbito do apoio logístico.

O GSE é a força de empenhamento permanente da proteção civil municipal de Portimão e, atualmente, «está capacitada para responder nas valências de salvamento técnico por cordas, resgate em águas bravas, busca e resgaste em estrutura colapsadas, resgate em valas e buscas
subaquáticas», conclui o Corpo de Bombeiros.

Comentários

pub
pub