UGT/Algarve congratula-se pela sua «consolidação na região»

UGT/Algarve cumpre nove anos de existência

A União Geral de Trabalhadores (UGT) do Algarve cumpriu, esta quarta-feira, 20 de Março, nove anos de existência e congratula-se pela «consolidação» que alcançou «na região».

Em comunicado, a UGT-Algarve diz que, «além da ininterrupta articulação da atividade sindical com os sindicatos filiados, realiza ainda um trabalho essencial na sindicalização e na oferta regional de formação profissional, representando cada vez mais associados e abrangendo cada vez mais trabalhadores».

O Gabinete de Inserção Profissional da UGT, que funciona, em Faro, há mais de três anos, em parceria com o IEFP, «tem permitido uma maior proximidade com os trabalhadores, apoiando os desempregados na inserção ou reinserção no mercado de trabalho, bem como as empresas na divulgação das suas ofertas de emprego».

A UGT-Algarve, em cooperação com os sindicatos, garante que vai «continuar empenhada em cumprir o seu Programa de Ação: “Unidade Regional e Trabalho Digno”, aprovado no seu III Congresso, em Junho de 2018, de modo a promover o combate ao trabalho precário e a minimizar as assimetrias regionais».

Nos próximos três anos de mandato, o Secretariado regional diz que «procurará seguir as orientações da UGT e a ação dos sindicatos filiados, pugnando para que mantenham uma postura moderada de diálogo social com as entidades empregadoras públicas ou privadas, sem ceder na defesa dos direitos laborais e sempre dispostos a lutar e reivindicar melhores condições de vida e de trabalho, engrandecendo assim o movimento sindical».

A UGT-Algarve, neste comunicado, «endereça ainda uma palavra de reconhecimento aos seus colaboradores, em especial, aos dirigentes sindicais dos Sindicatos filiados, pelo trabalho sério e incansável, que desenvolvem, 24 horas por dia, junto dos trabalhadores associados».

Comentários

pub
pub