Novos donos avançam com a renovação das termas de Monchique

Os novos donos da Villa Termal das Caldas de Monchique vão investir 10,5 milhões, entre aquisição e remodelação da estância

Foto: Pablo Sabater/Sul Informação

A primeira fase do processo de revitalização Villa Termal Caldas de Monchique Spa Resort «estará concluída na Páscoa» e serão anunciados novos investimentos no Verão, anunciou a Unlock Hotels, que adquiriu recentemente este empreendimento, numa joint venture com Paula Nascimento, acionista da Sociedade da Água de Monchique.

Como o Sul Informação avançou em Dezembro, o complexo turístico das Caldas de Monchique foi adquirido por um consórcio.

Para isso, foi pedida a isenção do Imposto Municipal de Transferências do negócio feito entre os novos proprietários e a Fundação Oriente, no valor de 500 mil euros. O requerimento feito pelo consórcio – que, na altura, envolvia a Taylor, Fladgate & Yetman – atualmente The Fladgate Partnership -, companhia que produz os vinhos do Porto Taylor’s, Croft e Fonseca – foi aprovado pela Assembleia Municipal de Monchique, o que permitiu o avanço deste investimento.

Assim, anunciou agora a Unlock Boutique Hotels, empresa pertencente a Adrian Bridge e Miguel Velez e que é responsável pela gestão do empreendimento, a Villa Termal das Caldas de Monchique será «totalmente remodelada» e as primeiras novidades chegam já em Abril. Em causa está um investimento total de 10,5 milhões de euros, entre aquisição e remodelação.

«Esta operação demorou sensivelmente um ano a ser concluída. Porém, no decorrer desse período foi possível investir na requalificação da oferta hoteleira e termal da Villa, na sua vertente de turismo de natureza e, complementarmente, nas experiências gastronómicas, totalmente em linha com o que a região de melhor oferece. Criámos um verdadeiro hub de bem-estar, que valoriza e eleva a um novo patamar de excelência do resort, que promete agora afirmar-se como um verdadeiro ponto de partida para descoberta do destino, ligando a qualidade única da Água de Monchique, com a componente de ‘termal spa’, turismo natureza e gastronomia», segundo Miguel Velez, diretor executivo da Unlock Hotels.

A Villa Termal Caldas de Monchique «passará a contar com um total de 114 quartos, suites e apartamentos, distribuídos por quatro unidades hoteleiras diferenciadas e adaptadas às necessidades de vários targets, privilegiando sempre a qualidade e o conforto», anunciaram os novos gestores do complexo.

O novo Hotel Central vai surgir «com um posicionamento de quatro estrelas superior» e apresentar um total de 32 quartos, e suites, «resultante da fusão do antigo Hotel Central, da Estalagem D. Lourenço e da construção de novos quartos, que se destacam pela decoração clássica e elegante».

«Outro edifício do século XIX que foi igualmente reconvertido em toda a área social e de bar, é o Hotel D. Carlos Regis, que dispõe de 22 quartos e quatro suites, estando classificado com quatro estrelas», acrescentou a Unlock Boutique Hotels.

O projeto de remodelação da Villa Termal Caldas de Monchique inclui ainda uma unidade de alojamento local, o Hotel Central Suites, «com 10 espaçosas suites e duas vilas», orientado para os segmentos de férias a dois ou em família.

«Com estas renovações, queremos voltar a reposicionar a estância, reforçando a sua competitividade turística. Apesar da oferta diferenciada, com públicos-alvos bem delineados, todas as unidades têm um elemento em comum: o serviço de excelência, em que o culto pelo detalhe é levado muito a sério e que orgulha toda a equipa», garante Miguel Velez.

Os novos responsáveis pelas termas das Caldas de Monchique também irão apostar forte na vertente gastronómica. Além da renovação da Praça Central, serão criados quatro novos restaurantes na estância.

Um deles será o “1692”, «que presta homenagem à data em que os bispos do Algarve construíram a primeira hospedaria nas Caldas de Monchique», onde serão servidos pratos inspirados no receituário regional.

Também será criado “O Tasco”, um estabelecimento que apostará numa seleção alargada de vinhos e em cervejas artesanais, bem como em petiscos.

No Hotel D. Carlos Regis, é inaugurado o bar D. Carlos Cocktail & Gin, que terá três vertentes distintas: um sports bar, uma game zone com bilhar, xadrez, entre outros e um lounge. Junto às piscinas exteriores, está a ser criado o Bar PH 9.5.

A estância passa ainda a contar uma nova sala de banquetes, destinada eventos, que poderá receber até 120 pessoas.

Como sempre aconteceu neste complexo, continuará a ser dada uma forte importância à componente termal, com oferta de diferentes pacotes ligados ao turismo de saúde e bem estar.

«Nesta unidade, procuramos sobretudo revitalizar o setor termal, associando-o a programas de bem-estar holísticos, com uma estadia de prestígio aliada a experiências únicas ao nível da gastronomia, spa e programas outdoor. O plano de requalificação da unidade vem, precisamente, alavancar o destino para um nível premium no turismo nacional e internacional», concluiu Miguel Velez.

 

Fotos: Pablo Sabater|Sul Informação e Unlock Boutique Hotels

Comentários

pub
pub