Jardim da Verbena passa a ser acessível a todos

Valorizar o património existente neste jardim é outro objetivo de uma intervenção que começará em breve

Foto: Gonçalo Dourado|Sul Informação

O Jardim da Verbena, em São Brás de Alportel, vai ser requalificado, de modo a tornar-se um espaço mais amigo das pessoas com mobilidade reduzida. De caminho, a Câmara vai valorizar a história deste parque, nomeadamente a do património natural ali existente.

A empreitada “Requalificação do Espaço de Lazer e Animação da Verbena” foi adjudicada na passada semana e irá custar cerca de 250 mil euros. Apesar de ainda não haver uma data para o início das obras, Vítor Guerreiro, presidente da Câmara de São Brás de Alportel, garantiu ao Sul Informação que estas começarão «em breve» e que demorarão cerca de seis meses.

Segundo o edil são-brasense, «um dos principais objetivos é tornar o jardim acessível a pessoas com mobilidade reduzida, melhorando a circulação lá dentro».

Para isso, serão criadas zonas de circulação pensadas para aqueles que têm dificuldades de locomoção. No fundo, trata-se de «tornar o espaço mais funcional para utilização, porque é um jardim histórico e uma referência do centro de São Brás de Alportel».

«Um dos nossos grandes objetivos é, pouco a pouco, ir tornando o nosso concelho mais inclusivo, em termos de acessibilidades», ilustrou Vítor Guerreiro.

 

Jardim da Verbena – Foto: Gonçalo Dourado | Sul Informação

A intervenção também servirá para valorizar a componente patrimonial do Jardim da Verbena, começando pelos seus elementos naturais.

«A empreitada contempla a colocação de informação bilingue sobre a flora que ali existe. Temos, no jardim, algumas árvores que são extremamente interessantes», disse ao Sul Informação o presidente da Câmara de São Brás de Alportel.

Desta forma, «não serão abatidas árvores, porque as que lá estão são já muito antigas e têm a sua história. Estão perfeitamente enquadradas no projeto que temos definido, que passa por melhorar o que já existe e valorizar o que temos e é um marco no nosso património».

Também a história do Jardim da Verbena será valorizada, tendo em conta que este «era o jardim do antigo palácio episcopal, onde o Bispo do Algarve passava férias». A fonte, alimentada por uma nascente que ali existia e que era usada pelo Bispo e pelo seu séquito para ir a banhos, são exemplos do património a valorizar.

A empreitada também contempla a criação «de zonas para piquenique, com mesas, que agora não existem, apesar deste ser um parque muito agradável».

Esta obra será «harmonizada» com outra, já em curso, a da requalificação das piscinas exteriores, situadas junto do Jardim da Verbena.

Aqui, o investimento anda perto dos 300 mil euros, que serão utilizados para a substituição das redes, mecanismos e renovação dos balneários».

Também haverá uma intervenção no próprio tanque da piscina, que foi concebido com duas pranchas de saltos, o que leva a que seja muito mais profunda num dos lados do que é necessário. Mas, disse o edil são-brasense, as pranchas, «hoje em dia, já não são viáveis».

«Vamos reduzir a profundidade da piscina principal, de modo a diminuir a necessidade de água e tornar o equipamento mais sustentável. Também estamos a proceder à impermeabilização da piscina, que já tinha algumas perdas, e requalificar todo os espaço envolvente», concluiu Vítor Guerreiro.

Comentários

pub
pub