Estado começa a ser julgado pela morte de 5 pessoas na derrocada da Praia Maria Luísa

Em causa os diversos institutos que deveriam ter monitorizado uma falésia que apresentava risco

Quase dez anos depois o Estado começa a ser julgado pela morte de cinco pessoas numa derrocada na Praia Maria Luísa, em Albufeira.

Os familiares das vítimas pedem uma indemnização civil de 911 mil euros ao Estado, único réu, que responde por omissão de deveres.

Em causa os diversos institutos que deveriam ter monitorizado uma falésia que apresentava risco.

Em 20 Agosto de 2009, uma parte considerável da falésia abateu-se sobre a praia, o que foi fatal para uma mulher de 37 anos e para uma família de quatro pessoas, pai, mãe e duas filhas do Porto.

Comentários

pub
pub