Chuva chega ao Algarve e traz pó consigo

Meteofontes registou uma rajada de vento de 103 km/h na sua estação de Carvoeiro

Imagem de Arquivo

Sol no Norte, chuva no Sul. As nuvens que hoje estão a cobrir o Algarve já libertaram alguma água, principalmente na zona do Barlavento Algarvio, o que promete causar uma corrida às lavagens automáticas, pois a chuva trará com ela poeiras e alguma lama.

Segundo o Meteofontes, a chuva que começou a cair na região algarvia acabou por «surpreender um pouco», apesar das previsões meteorológicas apontarem «para algumas nuvens aqui no Sul, devido ao fluxo de Sueste».

Também surpreendente, foi a rajada de vento de 103 quilómetros por hora registada hoje pela Estação Meteorológica de Carvoeiro, uma das duas criadas no âmbito do projeto Meteofontes, da Câmara de Lagoa – a outra situa-se no Sítio das Fontes.

Esta rajada poderá estar associada «à passagem de uma célula embebida na restante nebulosidade, ou algum microburst localizado», segundo o Meteofontes.

Uma imagem partilhada por Bruno Borralho no facebook do projeto mostra «uma estrutura muito interessante, com alguns aspectos de shelfcloud».

 

Estrutura fotografada por Bruno Borralho

 

Entretanto, no Norte de Portugal o sol brilha e há incêndios ativos. Durante a última noite, estiveram ativos 21 incêndios, nos distritos de Viana do Castelo, Vila Real, Braga, Porto e Aveiro.

Esta tarde, continuavam ativos vários desses incêndios. O mais grave é o que lavra desde as 3h30 em Oliveira de Azeméis, no distrito de Aveiro, que está a ser combatido por 281 operacionais, apoiados por 84 veículos e três meios aéreos.

Também preocupante é o incêndio em Esposende, distrito de Braga, cujo combate mobiliza 78 operacionais, 26 viaturas e um meio aéreo.

Ainda assim, as temperaturas mais elevadas registam-se no Alentejo e nos distritos de Setúbal de de Santarém.

Comentários

pub
pub