Caso Rodrigo Lapa passa para a justiça brasileira

Crime aconteceu em Fevereiro de 2016, em Portimão

O processo criminal, que investiga a morte do jovem Rodrigo Lapa, ocorrida em Fevereiro de 2016, em Portimão, passou para a justiça brasileira.

Depois de concluída a investigação, o Ministério Público «requereu ao juiz de instrução de Portimão a delegação na República Federativa do Brasil da continuação do procedimento criminal».

«Esse pedido foi feito ao abrigo da Convenção de Extradição entre os Estados Membros da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa» atendendo a que o arguido (o padrasto de Rodrigo) tem nacionalidade brasileira e reside no Brasil.

«A República Federativa do Brasil já aceitou essa transmissão, pelo que o respetivo processo passou a correr os seus termos naquele país», explica o Ministério Público.

O padrasto de Rodrigo Lapa continua a ser o principal suspeito do homicídio, uma vez que, no dia do crime, viajou para o Brasil. O jovem de 15 anos foi morto por estrangulamento. 

Comentários

pub
pub