Candidatos ao selo Escola Amiga da Criança procuram-se

Na 1ª edição do evento foram distinguidas com o selo nove escolas do Algarve

As comunidades das escolas do Algarve podem candidatar-se ao selo Escola Amiga da Criança e a um prémio de cinco mil euros em livros da editora LeYa até ao dia 5 de Abril.

As inscrições para a segunda edição desta iniciativa da Confederação Nacional das Associações de Pais (CONFAP), da LeYa e do psicólogo Eduardo Sá podem ser feitas online e estão abertas para direções, professores, pais e alunos de escolas.

Este selo visa distinguir «escolas que concebem e concretizem ideias extraordinárias para um desenvolvimento mais feliz da criança no ambiente escolar», segundo os promotores da iniciativa.

O “Escola Amiga da Criança» reconhece, partilha e estimula projetos educativos nas seguintes categorias: Alimentação, saúde e ambiente; Cidadania e/ou inclusão; Digital; Envolvimento família/comunidade; Espaços escolares; Segurança; e Atividades extracurriculares e/ou interdisciplinares.

A proposta vencedora ganha cinco mil euros em livros LeYa, enquanto os melhores projetos em cada categoria ganham 500 euros, também em livros desta editora, para apetrechar as bibliotecas escolares. É, ainda, atribuído um selo a todas as escolas cujas ideias se distingam.

Na primeira edição do evento, que decorreu no ano letivo 2017/18, foram nove as escolas algarvias distinguidas, nomeadamente: Escola Básica (EB) de Monte Gordo e EB D. José I (VRSA), EB 1/JI Horta do Carmo (Tavira), EBI/JI de Aljezur, EB 2,3 Rio Arade Parchal, EB Prof. João Cónime EB Rio Arade (Lagoa), Colégio Internacional de Vilamoura (Loulé) e Escola Secundária de Silves.

Comentários

pub
pub