Bienal de Turismo de Natureza teve mil visitantes por dia

Oficinas tiveram 220 participantes

A Bienal de Turismo de Natureza do Algarve (BTNA’19) levou cerca de mil pessoas por dia a Aljezur, durante os três dias de evento, entre 22 e 24 de Fevereiro.

Ao longo dos três dias da BTNA’19, que teve como mote a Sustentabilidade, realizaram-se 54 oficinas do conhecimento sobre temas relacionados com o Património Natural e Cultural do Algarve, Atividades de Turismo de Natureza e modelos de Qualificação, Gestão e Certificação.

Estas oficinas foram dinamizadas por 59 mentores, especialistas em representação de 26 entidades (oito associações, oito empresas, cinco institutos públicos, quatro universidades e um município).

Segundo a organização, «quase todas elas contaram com lotação praticamente esgotada, com cerca de 220 participantes e uma média de 73 pessoas por dia ao longo de cerca de 90 horas de oficinas em seis espaços em simultâneo».

Ao todo, a BTNA’19 contou com 36 entidades expositoras, 28 empresas inscritas e 35 reuniões promovidas no Espaço B2B, além de 38 oradores (incluindo palestrantes, mesas redondas e moderadores) e perto de 150 participantes nos debates realizados.

Para Aura Fraga, presidente da Vicentina – Associação para o Desenvolvimento do Sudoeste, responsável pela organização, o evento «teve um balanço muito positivo e toda a gente que o visitou, entre os quais profissionais do turismo, decisores ou entidades certificadoras, tinha interesse e objetivos claros e saiu com a expetativa de que a BTNA’19 se repita».

Foto: Elisabete Rodrigues | Sul Informação

Também José Gonçalves, presidente da Câmara Municipal de Aljezur, garante que o evento «cumpriu as expetativas geradas» e dali «saíram ilações e desafios para aquilo que pode vir a ser a região no futuro em termos de desenvolvimento do território e sustentabilidade».

A BTNA’19, que teve, na sua abertura oficial, a presença de Miguel Freitas, secretário de Estado das Florestas e do Desenvolvimento Rural, entre vários outros decisores públicos regionais e nacionais, «contou com um lote de oradores de excelência ligados às ferramentas de certificação e boas práticas para o desenvolvimento sustentável».

O caráter inovador e sustentável «alargou-se a todos os stands instalados no Espaço Multiusos de Aljezur, que foram construídos a partir de caixas de cartão e serão recolhidos pela Algar para reciclagem. Também a gestão de resíduos produzidos durante o certame cumpriu as normas de adesão a ECO Evento».

A realização da BTNA’19 foi possível pelo cofinanciamento CRESC Algarve e do Município de Aljezur e através das parcerias com os Municípios, Região do Turismo do Algarve, In Loco, Terras do Baixo Guadiana, Almargem, Rota Vicentina, entre várias outras entidades.

Comentários

pub
pub