“Palmira, Rainha do Deserto” é a estrela de nova exposição em Tavira

Palmira é uma antiga cidade situada no centro da Síria, classificada como Património Mundial da Humanidade da UNESCO

A exposição “Palmira, Rainha do Deserto”, da autoria do fotógrafo Luís Reina, abre no dia 9 de Março, às 16h00, no Núcleo Islâmico do Museu Municipal de Tavira, ficando patente até dia 21 de Setembro.

Esta exposição funciona como uma viagem fotográfica a Palmira, antiga cidade situada no centro da Síria, classificada como Património Mundial da Humanidade da UNESCO (1980), e considerada como um dos locais arqueológicos mais importantes do mundo. No entanto, a guerra na Síria provocou danos profundos neste sítio arqueológico.

A mostra conta também com a presença das esculturas do artista plástico portuense Manuel Ribeiro, de modo a fazer «uma reconstrução contemporânea deste sítio arqueológico sírio».

As imagens estão legendadas em português e inglês, sendo contextualizadas por um vídeo explicativo da viagem realizada pelo autor à Síria, no ano de 2007.

Comentários

pub
pub