No meio das bicicletas da Volta, também houve uma Mota

Volta ao Algarve arrancou com uma presença especial

Foi na maratona que deu cartas, conquistando a medalha de Ouro nos Jogos Olímpicos de 1988, em Seul, mas também confessa ser uma «apaixonada por ciclismo». Rosa Mota, a grande campeã portuguesa, esteve esta quarta-feira, 20 de Fevereiro, na partida da Volta ao Algarve, em Portimão, onde até deu umas pedaladas. 

Sempre sorridente e bem disposta, Rosa Mota chegou à zona da partida da 1ª etapa da Volta, na Zona Ribeirinha de Portimão, com Delmino Pereira, presidente da Federação Portuguesa de Ciclismo e também ele um antigo campeão.

Na zona destinada às crianças, com uma mini pista, Rosa Mota não se fez rogada: pegou numa bicicleta, pôs o capacete e deu umas voltas junto dos mais pequenos.

João Paulo Rebelo, secretário de Estado da Juventude e Desporto, Isilda Gomes, presidente da Câmara de Portimão, e Rosa Mota

«Eu adoro ciclismo e, sendo Portimão a Cidade Europeia do Desporto, esta etapa é, sem dúvida, uma boa maneira de celebrar esse acontecimento. Temos aqui esta iniciativa para crianças que é muito importante, para dinamizar e promover o desporto», disse, minutos depois de ter andado de bicicleta, ao Sul Informação. 

Aos 60 anos e com uma carreira longa, em que, além da vitória olímpica, também se sagrou campeã mundial de maratona, em 1987, Rosa Mota confessa que ainda se sente «em forma».

«Sempre! Eu costumo dizer que o corpo é a coisa mais valiosa que temos e, por isso, temos de o exercitar, independentemente da idade», exclamou, sem rodeios.

Para Isilda Gomes, presidente da Câmara de Portimão, a presença da campeã olímpica no arranque da Volta ao Algarve foi uma «grande honra». «É a nossa madrinha, enquanto Cidade Europeia do Desporto, e dá uma grande dignidade a este evento», considerou, em declarações ao nosso jornal.

Rosa Mota sabe bem o que são momentos de alta competição, como a Volta ao Algarve. Ela própria os viveu, não enquanto ciclista, é certo, mas como desportista que foi. E qual é a dica de uma campeã para os corredores que iniciaram hoje a Algarvia?

«Eu não dou segredos, nem arrisco vencedores. Estão aqui muitos campeões e os ciclistas sabem o que vão fazer. Só espero que tudo corra bem nesta grande festa», disse ao Sul Informação. 

E a festa não se fará apenas com os ciclistas profissionais. Hoje foi um exemplo, com a caravana da Volta a assentar arraiais em Portimão, com direito à oferta de brindes, música e muita diversão, mas há mais prometido até domingo, 24 de Fevereiro, dia em que termina a competição, no Alto do Malhão (Loulé).

No sábado, dia 23, Rosa Mota vai participar, por exemplo, no Passeio Feminino da Volta ao Algarve, em Albufeira.

A antiga campeã de maratona tem um desejo: «espero que apareçam muitas mulheres nesse grande convívio, ao qual eu não vou faltar».

 

Fotos: Pedro Lemos | Sul Informação

 

Comentários

pub
pub