João Rodrigues distinguido no maior concurso mundial de fotografia dos oceanos

Concurso “Underwater Photographer Of The Year 2019” contou com cerca de 5000 imagens de centenas de fotógrafos

O fotojornalista João Rodrigues, residente no Algarve, foi distinguido com 2º lugar na categoria Conservação marinha do “Underwater Photographer of the Year”, considerado o maior concurso mundial de fotografia dos Oceanos. 

A fotografia premiada retrata um dos principais problemas que as móbulas ou jamantas enfrentam atualmente em várias partes do globo: a sobrepesca.

Vítimas de pesca dirigida e acidental, as suas guelras são extraídas e exportadas para a China em resposta à crescente demanda por medicamentos tradicionais.

Na imagem, captada em Muncar (este de Java), onde se encontra o segundo maior porto de pesca da Indonésia, é possível observar um habitante local a processar uma móbula com o auxilio de uma catana tradicional.

«Escolhi este momento dramático, que invoca a exploração destes animais carismáticos com o objetivo de sensibilizar as pessoas sobre a sua cruel realidade», conta o fotojornalista. «Sem esforços de conservação, estes peixes alados podem muito em breve ficar em perigo devido à sua exploração excessiva», acrescenta.

O concurso “Underwater Photographer Of The Year 2019” contou com cerca de 5000 imagens de centenas de fotógrafos, oriundos de 65 países, a maior afluência de sempre de todas as suas edições.

Portugal foi assim representado por João Rodrigues que trouxe para casa aquilo que se pode considerar um óscar da fotografia dos oceanos.

Comentários

pub
pub