Contrato Local de Segurança de São Brás traça plano para este ano

O plano de ação para 2019 integra um conjunto diversificado de ações, distribuídos por quatro eixos

O Núcleo Operacional do Contrato Local de Segurança de São Brás de Alportel teve uma reunião no passado dia 8 de Fevereiro, onde definiu a estratégia para este ano. Combater a violência doméstica, prevenir a delinquência juvenil e os problemas associados ao alcoolismo e consumo de drogas são algumas das prioridades. 

O plano de ação para 2019 integra um conjunto diversificado de ações, distribuídos por quatro eixos: redução das vulnerabilidades sociais, espaço urbano, prevenção da delinquência juvenil e promoção da cidadania.

Estes são «compromissos estabelecidos pelas diversas entidades locais e da administração central descentralizada que integram o Contrato Local de Segurança, uma plataforma que procura rentabilizar os recursos da região, num trabalho em rede, em prol da promoção da segurança da comunidade», diz a Câmara de São Brás.

Combater a violência doméstica, prevenir a delinquência juvenil e os problemas associados ao alcoolismo e aos consumos de estupefacientes, responder aos desafios do envelhecimento da população e melhorar a reposta aos crescentes problemas associados à doença mental são as prioridades da intervenção.

O projeto “Jovens Seguros <> Famílias Felizes”, promovido pelo Município de São Brás de Alportel, com financiamento do Ministério da Administração Interna, constitui exemplo das medidas lançadas por este Contrato Local de Segurança.

Desenvolvido numa primeira fase, ao longo de 2018, sob coordenação local da Associação In Loco, com bons resultados, alcançou a sua renovação em 2019, para uma segunda fase, sob coordenação do Centro de Cultura e Desporto dos Trabalhadores da Câmara Municipal e Junta de Freguesia, mantendo os seus alicerces numa intervenção integrada junto dos jovens e das famílias e com novos desafios, nas áreas do Empreendedorismo e da promoção da saúde.

A reunião contou com a presença do adjunto da Secretária de Estado da Segurança Ângelo Marques, de Vítor Guerreiro, presidente da Câmara de São Brás, Marlene Guerreiro, vice-presidente e do vereador David Gonçalves.

A estes juntaram-se o chefe de unidade dos Serviços sociais Municipais, a coordenadora do Grupo de Intervenção Sénior, o presidente da Junta de Freguesia de São Brás de Alportel, o comandante da GNR, a coordenadora da Unidades de Cuidados na Comunidade, a diretora Executiva do Agrupamento de Centros de Saúde – ACES Central e da Delegada de Saúde Pública e o presidente da Direção da IPSS local, Centro de Cultura e Desporto dos Trabalhadores da Câmara Municipal e Junta de Freguesia.

Também estiveram presentes representantes do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras, do Centro Distrital da Segurança Social, da Direção Geral dos Estabelecimentos Educativos, da Administração Regional de Saúde do Algarve, da Comissão de Proteção de Crianças e Jovens do concelho e da equipa técnica do projeto “Jovens Seguros <> Famílias Felizes”.

Comentários

pub
pub