Aljezur sorteia lotes de terreno para quatro casais construírem

Custo por metro quadrado é abaixo do preço de mercado

Foto de Arquivo: Fabiana Saboya

A Câmara de Aljezur vai sortear quatro lotes de terreno, nos loteamentos municipais de Malhadais, na freguesia de Odeceixe e Maria Vinagre e na freguesia de Rogil, no âmbito do programa municipal de apoio à construção de habitação própria.

Destes quatro lotes, dois destinam-se a casais de namorados, em que pelo menos um dos membros do casal seja residente e recenseado no concelho e que não possuam habitação própria ou terreno apto para construção.

Os outros dois lotes destinam-se «a casais em situação de casados ou situação equiparada, com agregado familiar a cargo, residentes e recenseados no concelho, que também não detenham habitação própria ou terreno apto para construção.

«O concurso ficará aberto pelo prazo de 30 dias e a ele pode concorrer quem se encontre numa das situações acima enunciadas e, simultaneamente, se encontre inscrito na Bolsa de Candidatos», explica a Câmara de Aljezur.

Segundo a autarquia, «este programa municipal tem permitido a muitos munícipes a construção de habitação própria em loteamentos municipais não só em Odeceixe, como também em Maria Vinagre (na freguesia do Rogil), em Aljezur e na Carrapateira (na freguesia da Bordeira)».

Os lotes estão infraestruturados «e o custo por metro quadrado é abaixo do preço de mercado, precisamente para permitir que munícipes com menor capacidade económica possam adquirir terreno e iniciar a construção da sua própria casa. Querendo, podem ainda adquirir ao município o projeto tipo, também a baixo custo», acrescenta a Câmara de Aljezur.

O sorteio dos lotes vai realizar-se no dia 12 de Março, durante a Reunião de Câmara marcada para este dia.

A Câmara vai sortear «brevemente» mais lotes, «considerando também a possibilidade de abrir o concurso a pessoas solteiras ou situação equiparada, desde que sejam residentes e recenseados no concelho de Aljezur e satisfaçam os critérios definidos pelo Regulamento Municipal que regula a Bolsa de Candidatos».

Esta medida faz parte, segundo a autarquia, de uma «estratégia a seguir na fixação de jovens e no combate à dificuldade de acesso à habitação».

Neste momento, «já foram realizadas reuniões com o Instituto da Habitação e Reabilitação Urbana, de maneira a aprofundar os mecanismos e instrumentos para desenvolver essa estratégia, com as soluções a implementar no terreno para garantir o acesso à habitação, tendo também por base os recentes instrumentos que o governo já aprovou, nesta matéria», conclui a Câmara de Aljezur.

Comentários

pub
pub