Aljezur recebe Encontro de Professores de Geociências do Alentejo e Algarve

O Encontro é organizado pela Associação para a Defesa e Divulgação do Património Geológico do Alentejo e Algarve

O XIII Encontro de Professores de Geociências do Alentejo e Algarve vai decorrer nos dias 4 e 5 de Maio, em Aljezur, tendo como tema genérico “A Geologia da Costa Vicentina”.

No primeiro dia, na Escola Básica de Aljezur, terão lugar diversas palestras, a começar pela professora Delminda Moura, da Universidade do Algarve, que falará sobre «Gestão do litoral? Conceitos, instrumentos de gestão, ameaças e evolução esperada».

Segue-se Pedro Cunha (Universidade de Coimbra), que irá abordar o tema «A expressão estratigráfica da evolução do relevo em Portugal durante o Cenozóico», João Cabral (Universidade de Lisboa), que irá falar sobre «Falhas ativas e sismicidade associada».

O programa do dia fica completo com as conferências de Ricardo Ressurreição (LNEG), sobre «Evolução geológica da Faixa Costeira da Costa Vicentina, durante o Cenozóico», e João Mata (Universidade de Lisboa) sobre «Magmatismo Mesozóico na Margem Oeste Ibérica à luz do processo de abertura do Oceano Atlântico».

O segundo dia do Encontro, domingo, 5 de Maio, será dedicado a uma Saída de Campo, na zona entre as praias de Monte Clérigo e da Arrifana, que terá como tema a geologia da região de Aljezur e será guiada por J. Tomás Oliveira (LNEG), Sofia Soares (Politécnico Beja) e Paulo Fernandes (Universidade do Algarve).

O Encontro é organizado pela Associação para a Defesa e Divulgação do Património Geológico do Alentejo e Algarve (Associação DGPA) e pela Escola Básica de Aljezur, contando com o apoio da Câmara Municipal de Aljezur.

Programa

Dia 4 de Maio – sábado
Escola Básica de Aljezur

Delminda Moura – UAlg
Gestão do litoral? Conceitos, instrumentos de gestão, ameaças e evolução esperada;

Pedro Cunha (Universidade de Coimbra)
A expressão estratigráfica da evolução do relevo em Portugal durante o Cenozóico;

João Cabral (Universidade de Lisboa)
Falhas ativas e sismicidade associada;

Ricardo Ressurreição (LNEG)
Evolução geológica da Faixa Costeira da Costa Vicentina, durante o Cenozóico;

João Mata (Universidade de Lisboa)
Magmatismo Mesozóico na Margem Oeste Ibérica à luz do processo de abertura do Oceano Atlântico;

Dia 5 de Maio – domingo
Saída de Campo
J. Tomás Oliveira (LNEG), Sofia Soares (Politécnico Beja) e Paulo Fernandes (Universidade do Algarve) – Geologia da região de Aljezur – Praia de Monte Clérigo – Arrifana

Comentários

pub
pub