São Brás emite voto de pesar pelo falecimento de Maria Estanco Louro

«A sua forte ligação ao município algarvio foi desde sempre fomentada pelas raízes paternas a São Brás de Alportel»

O Município de São Brás de Alportel aprovou, na reunião de Câmara de 8 de Janeiro, um voto de pesar pelo falecimento de Maria Lucília Estanco Louro, ocorrido no passado dia 27 de Dezembro.

Maria Estanco Louro era filha do patrono da Biblioteca Municipal, Manuel Francisco do Estanco Louro. Segundo a Câmara de São Brás, a morte de Maria Lucília «representa uma enorme perda para a cultura, para a atividade cívica e política a nível nacional e concelhio».

«Nascida a 27 de Janeiro de 1922, destacou-se desde sempre pela lucidez de espírito e capacidade de visão numa sociedade limitada pela ditadura do Estado Novo».

Licenciou-se em Ciências Histórico-Filosóficas pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, em 1944, com a tese “Paul Gauguin visto à luz da Caracterologia – Vida e Obra”.

«Conciliou de forma perspicaz a atividade de docente com a intervenção cívica e o combate militante à ditadura do Estado Novo. Antifascista e ativista política, Maria Lucília integrou desde o início dos anos 40 os célebres passeios do Tejo, encontros e reuniões de intelectuais da resistência fascista, sendo ainda militante da Associação Feminina Portuguesa para a Paz entre 1940 e 1944».

Após a Revolução de 25 de Abril, participou ativamente, com muitos outros docentes, numa Comissão presidida por Maria Emília Diniz com o intuito de atualizar os velhos programas com todas as alterações na área da investigação e na metodologia.

Ao longo do seu percurso de vida realizou inúmeras palestras, participou em colóquios, escreveu artigos e colaborou em publicações, «sempre com competência, profissionalismo, dedicação, sendo um exemplo de intervenção cívica e política».

A sua forte ligação ao município algarvio foi desde sempre fomentada pelas raízes paternas a São Brás de Alportel, o são-brasense Manuel Francisco do Estanco Louro, a quem o município atribuiu o nome de patrono da Biblioteca Municipal, a 8 de Novembro de 2013.

«Maria Lucília Estanco Louro colaborou com o município de São Brás de Alportel desde o primeiro momento desta iniciativa, e por diversas ocasiões, contribuindo de forma decisiva para um melhor conhecimento e valorização sobre a vida e obra do seu pai, exímio advogado, professor e investigador, cujo legado muito honra São Brás de Alportel».

Comentários

pub
pub