Museu Municipal de Faro expõe “O Quase Nada” de Christine Henry

Esta é a terceira exposição do ciclo “A Arte Faz Bem?”

A exposição de escultura “O Quase Nada”, da artista Christine Henry, vai estar patente no Museu Municipal de Faro de 12 de Janeiro a 24 de Fevereiro.

A mostra é promovida pela galeria farense Artadentro, em colaboração com o Museu Municipal e a Câmara de Faro, e insere-se no ciclo de arte contemporânea “A Arte Faz Bem?”, uma iniciativa «que procura contribuir para a dinamização da actividade artística no Algarve, bem como para a criação e formação de públicos», segundo os seus promotores.

Nesta que é a 3ª proposta do ciclo são expostas obras de Christine Henry, artista natural do Porto e com origem francesa, radicada em Loulé desde 1981, onde vive e trabalha.

«Christine Henry é uma artista cuja obra faz uso de várias disciplinas plásticas, embora sejam a fotografia e a escultura os meios a que mais recorre. As suas obras têm como ponto de partida objectos pré-existentes, cujas características formais e/ou função, vêm de encontro às suas próprias reflexões sobre questões como identidade, lugar, tempo, vazio e/ou ausência», descreve a Artadentro.

«Neste projecto, “o quase nada” pode também ser “o quase tudo”, como que colocando um problema de escala à questão ontológica da natureza humana: à pulsão de transcender a sua condição (elevação), o humano sofre a força da gravidade (queda), que o remete inexoravelmente de volta à sua também natural condição de bicho», acrescentaram os promotores da exposição.

Comentários

pub
pub