Casa dos Barretos de Quarteira é tema de conferência

Nuno Vila-Santa é o orador

“De Quarteira ao Império e à titulação: a Casa dos Barretos de Quarteira (1383-1599)” é o tema de uma conferência, a realizar-se no próximo dia 19 de Janeiro, às 15h00, no Arquivo Municipal de Loulé.

Esta conferência, a cargo de Nuno Vila-Santo, pretende analisar o nascimento e a evolução da Casa dos Barretos de Quarteira, desde o início da Dinastia de Avis, até à titulação, em 1599, de Francisca de Aragão como 1ª Condessa de Ficalho e Mayalde.

Para compreender como a Casa alcançou a titulação numa mulher que não era a titular da Casa, é necessário atentar à estratégia patrimonial, matrimonial e reprodutiva seguida desde o fundador da Casa, Gonçalo Nunes Barreto I, até Rui Barreto II, irmão de D. Francisca.

Segundo a Câmara de Loulé, «analisar-se-á como a Casa foi acumulando mercês e património, ao longo do século XV, nas regiões de Loulé e Faro, e como, já no século XVI, a Casa passou a deter um papel preponderante nos socorros a Marrocos e posteriormente na Índia».

Nuno Vila-Santa é licenciado, mestre e doutor pela Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa e investigador integrado do Centro de Humanidades (CHAM).

Os seus trabalhos incidem sobre o estudo da presença portuguesa na Ásia na segunda metade do século XVI, com o particular enfoque nos governadores e vice-reis do Estado da Índia e na história política e social do Portugal quinhentista.

Neste último âmbito, tem publicado trabalhos sobre figuras da nobreza portuguesa do século XVI, entre os quais se contam os seus trabalhos sobre Francisco Barreto e a Casa de Quarteira.

Esta iniciativa é de entrada livre.

Comentários

pub
pub