Açoteias recebem Taça dos Clubes Campeões Europeus com «maior participação de sempre»

Será «o recorde de participações das 56 edições da Taça»

A Taça dos Clubes Campeões Europeus em Atletismo, que se disputa a 3 de Fevereiro na pista das Açoteias (Albufeira) terá a «maior participação de sempre»,  com «63 equipas de 23 países», revelou hoje Jorge Santos, presidente da Associação de Atletismo do Algarve, na conferência de imprensa de apresentação da prova.

Será mesmo «o recorde de participações das 56 edições da Taça», garantiu o mesmo responsável. Em termos de clubes portugueses, além do Sporting Clube de Portugal, que é campeão europeu em título, em seniores masculinos e femininos, estará também presente o Sport Lisboa e Benfica, com a sua equipa de juniores masculinos.

Esta prova, que trará ao Algarve 600 dos melhores atletas de toda a Europa, será disputada a par do já tradicional Crosse Internacional das Amendoeiras em Flor, que atinge a sua 42ª edição, bem como dos campeonatos regionais nos vários escalões. No total, revelou Jorge Santos, haverá «mais de mil atletas a participar naquela manhã desportiva». Mas, se se juntar a isso as provas de Desporto Escolar e de Desporto Adaptado, «só no espaço de seis, sete dias, teremos aqui mais de 4000 atletas, o que é muito bom».

A conferência de imprensa teve lugar no salão nobre da Câmara de Albufeira, cujo presidente sublinhou que a pista da Aldeia das Açoteias é «uma zona talismã do atletismo, com condições excecionais, seja para a alta competição, seja para a formação ou o lazer».

No encontro com os jornalistas, estiveram ainda os capitães das equipas feminina e masculina de atletismo do Sporting, que no ano passado se sagraram campeões europeus precisamente nas Açoteias.

Sara Moreira garantiu que «a equipa feminina se preparou e continua a preparar para lutar pela revalidação do título», enquanto Licínio Pimentel salientou o mesmo objetivo, apesar das dificuldades acrescidas, já que as «equipas estrangeiras estão a apostar cada vez mais nesta prova, com uma participação maior e mais forte».

Por seu lado, Carlos Silva, coordenador da Secção de Atletismo do Sporting, começou por agradecer à Câmara de Albufeira pelo convite dirigido ao clube lisboeta para estar na conferência de imprensa. «Depois de o Sporting ter sido campeão europeu de crosse e de pista, a Câmara de Albufeira foi a única instituição que nos fez um convite para estarmos presentes em qualquer coisa. Esta Câmara soube marcar a diferença», sublinhou.

Polémicas à parte, Carlos Silva salientou o «local de excelência para nós e para o atletismo internacional», salientando que o Sporting, clube com grandes tradições na modalidade, é nas Açoteias que faz as suas «preparações das equipas de corta-mato e de pista».

Na Taça, «a equipa do Sporting tem que estar preparada para atingir o melhor lugar possível». E que lugar será esse? «Um lugar no pódio».

Crosse das Amendoeiras, em foto de arquivo

Custódio Moreno, delegado regional do Instituto Português do Desporto e da Juventude (IPDJ), começou por recordar que «o atletismo é só o desporto que mais trouxe medalhas olímpicas e títulos em Portugal».

Aquele responsável fez ainda questão de frisar que «a pista das Açoteias é de longe a melhor pista mundial para «a prática do corta-mato», que chegou a ser uma modalidade muito acarinhada pelos portugueses. «O corta-mato não perdeu importância, nem desapareceu do mapa. A questão é que já não há só o corta-mato e o atletismo para dar alegrias aos portugueses».

Aliás, sublinhou, no «Algarve já ultrapassámos os mil atletas federados».

Por tudo isto e porque «temos aqui a nata» do atletismo, concluiu Custódio Moreno, o IPDJ «apoia esta prova de alma e coração».

A concluir, Rui Costa, diretor técnico da Associação de Atletismo do Algarve (AAA), fez questão de recordar a importância do Crosse das Amendoeiras, que é a «prova rainha» da AAA.

«Sem o apoio da Câmara de Albufeira, não seria possível manter este crosse vivo», «o único em Portugal que faz parte do calendário da IAAF, do mapa dos grandes crosses internacionais».

O responsável técnico manifestou ainda a sua satisfação pela «grande confiança» que a Associação Europeia de Atletismo deposita no trabalho da associação algarvia, ao integrar o Crosse das Amendoeiras no calendário internacional e ao trazer para a região a Taça dos Clubes Campeões Europeus. «É sinal da confiança que tem em nós, na nossa organização».

Rui Costa terminou com um apelo ao público: «gostávamos de ter o Crosse das Amendoeiras repleto de público» a assistir e a vibrar.

 

Fotos: Elisabete Rodrigues | Sul Informação

 

 

Comentários

pub
pub