Protesto juntou 50 pessoas contra fecho do posto dos CTT na Vila da Luz

PCP vai questionar o Governo, na Assembleia da República, sobre este processo

50 pessoas juntaram-se para uma ação de protesto, realizada no passado domingo, 16 de Dezembro, contra o fecho da estação dos correios na Vila da Luz, concelho de Lagos. 

Os participantes assinaram uma moção que considera que esta estação tem uma «grande importância» para a população local e que o seu encerramento acerreta «prejuízos».

«A população aqui reunida repudia o encerramento e exige a manutenção da estação dos CTT na vila da Luz. A privatização dos CTT, concretizada pelo anterior Governo do PSD/CDS, está a conduzir em todo o país, ao encerramento de estações de correios e à degradação do serviço postal. A administração dos CTT já informou a Junta de Freguesia da Luz a decisão do encerramento definitivo e imediato da Estação dos CTT da Freguesia», lê-se ainda.

Já o PCP, que organizou a iniciativa, diz que a decisão «não serve os interesses das populações da Luz, Espiche, Almádena, Montinhos, Bela Vista, Ferrel e parte de Burgau desde logo porque visa aprofundar a degradação dos serviços públicos num território turístico e que no Verão triplica a sua população».

«O PCP ao mesmo tempo que vai questionar o Governo na Assembleia da República sobre este processo, exige a manutenção da Estação dos CTT na Vila da Luz – Lagos», concluem os comunistas.

Já esta segunda-feira, 17 de Dezembro, a Associação de Municípios Terras do Infante, que junta Lagos, Vila do Bispo e Aljezur, tinha vindo a público repudiar este encerramento.

Comentários

pub
pub