Parquímetros em Faro são gratuitos em Dezembro

O estacionamento pago nas ruas de Faro está suspenso durante o corrente mês

Os parquímetros em Faro não estão a funcionar e, ao que apurou o Sul Informação, até ao fim do mês de Dezembro são gratuitos. É uma espécie de prenda de Natal antecipada aos farenses.

Mas a partir de Janeiro, o estacionamento nas ruas da capital algarvia voltará a ser pago.

Uma fonte do Gabinete do Presidente da Câmara disse ao nosso jornal que «os contratos com as empresas de estacionamento tarifado à superfície chegaram ao seu termo em Novembro e o Município entendeu não os renovar».

«Vamos gerir esses contratos internamente. De início, será a Câmara a gerir o estacionamento pago, mas, no futuro, poderá passar por entregar a gestão à AmbiFaro», acrescentou.

O pagamento «entra de novo em vigor a partir de Janeiro», adiantou a mesma fonte. Esta situação só abrange o estacionamento à superfície, nas ruas e avenidas da cidade e concessionados pela autarquia, não tendo a ver com os parques subterrâneos, que continuam a ser pagos. Também não são abrangidos parques à superfície que, embora tarifados, são concessionados por outras entidades que não a Câmara de Faro, como são os casos dos parques do Largo do Carmo e junto ao Ginásio Clube Naval de Faro.

Para os moradores de Faro e todos quanto se deslocam até à cidade, esta situação foi uma surpresa, pois as entidades responsáveis (a empresa concessionária, a PSP ou a Câmara Municipal) não fizeram nenhum comunicado à população.

Uma moradora disse: «não tinha qualquer informação que os parquímetros não estavam a funcionar e só quando estacionei e fui para pagar é que reparei que estavam fora de serviço».

Aliás, essa é a mensagem que está colada nos parquímetros, tendo como autora a autarquia de Faro: «Equipamento temporariamente fora de serviço».

O problema é que, em alguns dos parquímetros, o aviso nunca foi colado ou já foi arrancado, como constatou o Sul Informação, enquanto, apesar de os locais para pagamento estarem fora de serviço, a sinalização de estacionamento pago permanece bem visível, nos mesmos locais.

E isso obriga a que os automobilistas incautos tenham de andar de parquímetro em parquímetro, com as moedas na mão, até chegarem à conclusão de que, afinal, não há como pagar o estacionamento.

 

Artigo e foto da autoria de Francisco Martins, Catarina Diniz, Liliana Guerreiro e Mariana Madeira, alunos do curso de Fotografia Profissional da ETIC_Algarve.

 

Nota: Foi acrescentada informação, dando conta de que os parques de estacionamento do Largo do Carmo e do Clube Naval continuam a ser pagos, explicando as razões.

 

Comentários

pub
pub