“Os Segredos de Loulé” mostram-se em banda desenhada

Além da edição em português, o livro estará disponível também numa edição em língua inglesa

O livro “Os Segredos de Loulé: Uma história em Banda Desenhada” é apresentado no próximo dia 14 de Dezembro, às 18h30, no Salão Nobre dos Paços do Concelho em Loulé. 

O momento contará com a presença dos autores João Miguel Lameiras e João Ramalho Santos (argumento) e André Caetano (arte).

Num futuro imaginado, a Terra está transformada num bloco de gelo e a humanidade partiu para colonizar outros planetas, acabando os seres humanos por esquecer a história e a cultura das terras de onde partiram. Para tentar reconstruir esse passado perdido, várias expedições de Verificadores rumaram à Terra em busca de informação fidedigna. Uma dessas expedições vai investigar a lenda de um mítico arquivo que existiria nas Minas de Sal de Loulé.

Este é o ponto de partida de “Os Segredos de Loulé: Uma História em Banda Desenhada”, uma viagem pela história de Loulé, desde o início do universo até aos nossos dias e ao futuro.

Esta edição da autarquia «é um marco importante na história da BD no nosso país – e no empenho da Câmara em prol da cultura – por apostar numa história e narrativa menos comuns neste tipo de obra e num formato mais próximo das melhores edições de BD atuais, permitindo realçar a arte do desenhador e contar uma história com fôlego e duração», diz a Câmara.

«Ao contrário de outros projetos institucionais deste tipo, os autores enveredaram por um relato amplo e original, num registo de ficção-científica, que recua ao mais distante passado, e percorre a história desta cidade (e deste concelho) algarvio até ao futuro».

Como refere João Miguel Lameiras, «este projeto nasceu de um convite do presidente da Câmara de Loulé, por sugestão de José Carlos Fernandes – que se não estivesse retirado da BD seria a escolha óbvia e natural para fazer este livro – para fazermos uma história de Loulé em BD. Depois desse convite, contactei logo o João Ramalho Santos, meu parceiro habitual nas ocasionais incursões pela escrita de BD, e ambos pensámos no André Caetano, com quem o João Ramalho já tinha trabalhado em ‘Uma Aventura Estaminal’, um livro sobre células estaminais, produzido pelo Centro de Neurociências e distribuído com o jornal Público. O ponto de partida da história nasceu quando um amigo me falou das minas de sal de Loulé e de como locais como esse tinham sido usados nos Estados Unidos para armazenar arquivos».

Além da escolha de um registo de ficção científica, o livro “Os Segredos de Loulé” opta também por se apoiar nos diálogos em vez da narração em off, como é costume nas obras desta temática.

A exceção, assumida, é a parte dedicada à lenda da moura Cássima, que homenageia a BD histórica clássica e autores como Eduardo Teixeira Coelho e Artur Correia.

O obra incorpora os desenhos de André Caetano, imagens reais de objetos como o Foral de Loulé e o padrão dos mosaicos encontrados no Cerro da Vila, em Vilamoura, como moldura das páginas dedicadas ao período romano.

Além da edição em português, o livro estará disponível também numa edição em língua inglesa.

«Gostaria que os ‘Segredos de Loulé’ contribuíssem para aumentar o orgulho coletivo e que vos levassem a participar ativamente no desenvolvimento deste belíssimo anfiteatro que se estende da serra ao Oceano Atlântico, para nos ajudar a fazer pulsar a vida e a continuar a escrever esta bela história de Loulé», diz Vítor Aleixo, presidente da Câmara de Loulé.

Comentários

pub
pub