Faróis portugueses receberam número recorde de visitantes em 2018

Há quatro faróis abertos a visitas no Algarve

Farol do Cabo de Santa Maria

Os 28 faróis portugueses abertos ao público, quatro dos quais são no Algarve, receberam, em 2018, 101.613 visitantes, registando um novo recorde. 

Em relação ao ano de 2017, no qual se registou o número de 73.892 visitantes, houve um aumento de 27.721 visitantes.

​O aumento «constitui também um recorde visto que, desde que os faróis abriram ao público, em 2011, o aumento médio anual de visitantes era de 7600», diz a Autoridade Marítima Nacional.

No topo das preferências está o Farol de Aveiro, que registou este ano 15 561 visitantes. O segundo e terceiro faróis portugueses mais visitados deste ano situam-se na Madeira e nos Açores e são o Farol da Ponta do Pargo e Farol do Arnel, que registaram 15 301 e 10 951 visitantes, respetivamente.

No Continente, os 15 faróis abertos ao público registaram 53.580 visitantes. Na Madeira, os dois faróis abertos ao público totalizaram 23.410 visitantes e, nos Açores, os 11 faróis abertos ao público foram visitados por 24.623 pessoas.

«A abertura dos faróis ao público é uma iniciativa que tem como objetivo a divulgação da história, património e atividade dos faróis e faroleiros», explica a Autoridade Marítima Nacional.

No Algarve há quatro faróis abertos a visitas: Cabo de São Vicente (Sagres), Alfanzina (Lagoa), Santa Maria (Culatra – Faro) e Vila Real de Santo António.

Para saber mais sobre os faróis abertos a visitas e os respetivos horários, consulte aqui a página da Autoridade Marítima Nacional.

Comentários

pub
pub