Editora algarvia Platibanda estreia-se com livro de homenagem a Júlio Bernardo

O livro é da autoria de Carlos Alberto Osório

O livro “Um Algarve com Sentidos”, de Carlos Alberto Osório, vai ser lançado no dia 12 de Dezembro, às 18h00, no auditório do Museu de Portimão, sala batizada com o nome de Júlio Bernardo, fotógrafo que inspira o livro. Esta será a obra de estreia da Platibanda, editora algarvia fundada em Novembro.

Além de uma de fotobiografia sobre a vida e obra multifacetada de Júlio Bernardo, onde se incluem diversos documentos do espólio familiar do artista, o livro também junta 30 fotos inéditas do fotógrafo portimonense, falecido em 2013, acompanhadas de 120 quadras originais do poeta popular Nautílio Martins.

«Pretende-se que seja uma obra que não só homenageie Júlio Bernardo pela excelência dos conteúdos, mas também da sua produção», segundo a Platibanda Editora.

A cerimónia de lançamento da obra contará com a presença de Carlos Alberto Osório, bem como do portimonense Nautílio Martins. Como oradores, foram convidados Isilda Gomes, presidente da Câmara de Portimão, e Nuno de Santos Loureiro, professor universitário e diretor dos ENFOLA – Encontros de Fotografia de Lagoa.

«Antes, durante e após a apresentação decorrerão alguns momentos culturais, com música ao vivo, uma performance teatral e degustação de petiscos tradicionais», ilustrou a editora da obra.

Esta primeira edição terá uma tiragem de 400 exemplares de «esmerada qualidade», com capa dura e formato 22 x 22 centímetros.

Carlos Alberto Osório é licenciado em Línguas e Literaturas Modernas pela Universidade de Coimbra. Concluiu uma pós-graduação em Multimédia Educacional na Universidade de Aveiro e é mestre em Produção, Edição e Comunicação de Conteúdos Multimédia. Pertence ao quadro docente da Escola Secundária Poeta António Aleixo, onde é professor.

Paralelamente, desenvolve investigação na área da imagem fotográfica na região do Algarve. Publicou as obras “Francisco Oliveira: um fotógrafo de Portimão” e “Fonseca Dias (1874-1959) – Fotógrafo de Vila Nova de Portimão”.

Além disto, já publicou, no Sul Informação, três artigos relacionados com a história de Portimão: um sobre o pimeiro aviador que sobrevoou a cidade, outro sobre a passagem do fotógrafo benfiquista Roland Carlos de Oliveira por Portimão e um último sobre Armonilo Massa Vaz, o homem-aranha, que subiu à torre da igreja da cidade em 1927.

Quanto à jovem Platibana Editora, foi criada com o objetivo de «emoldurar de forma percetível a poesia, a fotografia e o património natural e construído em todo o território algarvio».

A obra conta com o apoio institucional da Câmara Municipal de Portimão, da Direção Regional da Cultura, da Câmara Municipal de Lagoa e da Junta de Freguesia de Ferragudo, bem como do restaurante Taberna da Maré e da agência de serviços e contabilidade Rufalgarve.

Comentários

pub
pub