Câmara de Almodôvar lamenta fecho do balcão do banco Millennium BCP

Esta decisão, apesar de ser de «uma empresa privada», «agrava a degradação dos serviços a que o público foi habituado»

O fecho do balcão do banco Millennium BCP de Almodôvar «não é do interesse municipal e não serve os interesses da população» diz a Câmara Municipal deste concelho do Baixo Alentejo.

Em comunicado, a autarquia informa que «recebeu formalmente a informação de que o Banco Comercial Português, Millennium BCP, vai encerrar a sua filial em Almodôvar».

A Câmara considera que esta decisão, apesar de ser de «uma empresa privada», «agrava a degradação dos serviços a que o público foi habituado».

Além disso, «o concelho de Almodôvar tem uma qualidade de vida bastante aceitável e todos os bancos presentes no concelho têm, até à data, demonstrado rentabilidade e estabilidade económica».

Assim, salienta a autarquia, «é, portanto, visível que o que está em causa não é uma diminuição do potencial económico do concelho, mas sim uma rentabilização financeira da entidade com recurso à redução de despesas diversas, entre custos com instalações e pessoal».

«O argumento deste grupo privado é de que devem ser tomadas medidas para antecipar problemas financeiros futuros, pois a globalização dos serviços digitais, com a maior parte dos clientes a acederem aos serviços via Internet, vem diminuir a necessidade de um serviço personalizado e de um atendimento direto ao cliente», acrescenta.

«Sabemos que estas decisões são de índole privada e que os bancos estão onde decidem estar. Mas também sabemos que os que apostam no nosso concelho merecem a aposta do executivo da Câmara Municipal e, por esse motivo, lamentamos a decisão desta entidade bancária que teve, até ao momento, todo o apoio comercial possível da parte da nossa Câmara Municipal», conclui o comunicado.

Comentários

pub
pub