Banda desenhada conta a «magnífica» história de Loulé

Livro vai ficar à venda a partir desta quinta-feira, na loja do Museu de Loulé

Certo dia, num futuro longínquo, um grupo de cinco “Verificadores” visita a Terra e conhece a história de um concelho por onde passaram romanos, mouros e cristãos. Uma terra de lendas, como a da Moura Cássima, de tradições, como o Carnaval, e que também guarda vestígios de tempos tão antigos como o do Metoposaurus algarvensis. Esta é a história de Loulé, contada agora em banda desenhada, num «livro magnífico e maravilhoso».

Partindo da ficção científica, a obra “Os Segredos de Loulé” viaja pela história de todo o concelho, desde o início do universo até aos nossos dias.

Fala-se da enigmática Escrita do Sudoeste, das descobertas arqueológicas na zona do Loulé Velho, da presença árabe, mas também do terramoto de 1755, do Carnaval e até do Festival MED. Sempre guiados por Antero Guerreiro, um arquivista “congelado” nas Minas de Sal Gema.

João Lameiras é um dos autores e, na apresentação do livro, realizada na passada sexta-feira, dia 14 de Dezembro, confessou que escrever a obra «foi um desafio».

«Não é fácil contar, de uma maneira interessante para os leitores, a história de qualquer localidade. O mais importante, em todo este projeto, foi a total liberdade que tivemos para abordar o tema. Decidimos arranjar uma história de ficção científica para tentar enganar os leitores que, no fim, descobrem que, afinal, estão a aprender a história da sua própria terra», explicou.

André Caetano, o ilustrador, também confessou que este «foi um desafio», apesar de ter sido «muito interessante desenhar uma história que não conhecia».

Além de falar de história, o livro também aborda questões relacionadas com as alterações climáticas. Toda a parte ligada à ciência foi da autoria de João Ramalho-Santos.

«Foi muito enriquecedor fazer esta obra. A parte interessante de tudo isto é se o livro servir para descobrirem coisas que não sabiam. Eu próprio aprendi imenso e, agora, vou pegar nesta ideia e tentar vendê-la a outras Câmaras», gracejou.

Para Vítor Aleixo, presidente da Câmara de Loulé, este livro era «absolutamente necessário». «Era preciso um veículo adequado para contar, de forma simples, mas com rigor e estética, a história deste magnífico concelho», confessou.

Loulé tem um território «riquíssimo», considerou, mas «neste mundo da globalização, os valores são cada vez mais estandardizados. As pessoas, muita vezes, não conhecem as suas raízes». Com este livro, a esperança do autarca é que isto se atenue.

O catalisador que levou à escrita desta banda desenhada, revelou Vítor Aleixo, foi a descoberta do Metopossaurus Algarvensis.

«É um livro magnífico e maravilhoso. Acho que vai ser uma ferramenta muito interessante para a sala de aula, para os professores abordarem questões relacionadas com a Biologia, alterações climáticas e, claro, da História», considerou Vítor Aleixo. Por isso, a obra vai ser distribuída a todos os alunos do concelho do 4º ao 12º ano de escolaridade.

Além disto, o livro vai estar à venda a partir desta quinta-feira, dia 20 de Dezembro, na loja do Museu Municipal de Loulé.

Ainda está à procura de prendas de Natal?

Comentários

pub
pub